Home - Convergência Digital

Na Algar, clientes ganham voz nas reuniões de diretoria

Convergência Digital
Convergência Digital - 01/11/2016

Dentro do conceito perseguido de ‘esforço pelo cliente’, a Algar Telecom resolveu inovar ao trazer histórias reais dos consumidores para dentro das reuniões da diretoria da operadora. Como explicou o presidente da empresa, Jean Borges, durante o Futurecom 2016, depoimentos reais ajudam nas decisões. 

“A gente fez uma coisa que talvez não seja comum no setor. Temos uma diretora de relações com os clientes que senta no board da Algar Telecom, junto com o diretor financeiro, com o diretor de operações e tecnologia, com os diretores comerciais, e traz para a mesa o assunto cliente”, afirmou. 

Como ele explica, “chega a tal ponto de trazer clientes para fazer depoimentos, sejam eles positivos e outros negativos. Isso é importante, porque a gente descobre em depoimentos que coisas podem ser feitas para melhorar a vida do cliente. Quando você melhora a vida do cliente, invariavelmente melhora a eficiência da organização”.  Assistam a apresentação de Jean Borges no Futurecom 2016.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/10/2018
Internet das Coisas exige rediscussão sobre neutralidade no Marco Civil

30/10/2018
Sem conectividade, não há estratégia de computação em nuvem

30/10/2018
Nuvem especializa a área de canais da A10 Networks

30/10/2018
Infinera diz que está pronta para enfrentar rivais chineses no Brasil

30/10/2018
Quadros: Telecom sofre com falta de empenho e visão estratégica do governo

29/10/2018
Telecom precisa ser mais ágil para sobreviver à digitalização

29/10/2018
Huawei e Claro mostram como o 8K vai funcionar no 5G

29/10/2018
Pessoas são a bala de prata da transformação digital

26/10/2018
Barreiras e entraves regulatórios são 'fantasmas' do 5G no Brasil

26/10/2018
Brasil precisa leiloar o quanto antes o 5G


TV Digital: Kassab prefere ‘desligar’ todo o estado de SP de uma única vez

Ideia é adiar o ‘apagão’ analógico na capital, que seria em março, para a mesma data do interior, em setembro. “O que vai ser avaliado é se não vale a pena atender o estado inteiro, sem separar a capital”, afirmou o ministro. 


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site