GOVERNO » Compras Governamentais

Telebras assume rede de comunicações do Ministério do Trabalho

Luiz Queiroz ... 28/03/2017 ... Convergência Digital

O mês de março não está sendo de boas notícias para as empresas de telecomunicações. A Telebras anunciou ao mercado financeiro e nesta terça-feira (28), no Diário Oficial da União, que está assumindo as comunicações do Ministério do Trabalho, até então prestado pelo mercado privado. O valor do contrato é de R$ 62,8 milhões, e prevê o provimento do "tráfego de dados, voz e imagem entre as unidades do Ministério do Trabalho (MTb) em todo território nacional", pelo prazo de um ano (12 meses).

O comunicado foi assinado pelo presidente e diretor de Relações com os Investidores, Antonio Loss, e marcou o terceiro duro golpe no mercado privado de telecom, até então acostumado a não sofrer concorrência com a Telebras nos serviços multimídia. E de fato não sofre, pois o contrato da Telebras com o Ministério do Trabalho dispensa a realização de licitação.

No último dia 17, a estatal já havia anunciado um segundo contrato assinado com a Dataprev, no expressivo valor de R$ 292 milhões, também para a prestação dos serviços de voz, dados e imagens para todas as mil e setecentas agências do INSS. Esse total, entretanto, fica condicionado à demanda da Dataprev. Sendo assim, estima-se que não deverá ultrapassar à metade do valor, embora tenha a disponibilidade total em caixa para gastar.

No ano passado a Dataprev também havia contratado a Telebras por R$ 2,1 milhões, um valor modesto que certamente não incomodava às teles. Mas e agora que o total dos contratos já alcançou R$ 256.9 milhões?


Serpro estuda redução de jornada para cobrir eventual reoneração da folha

Informação veio através de comunicado da diretoria da empresa no Rio de Janeiro, que alega que a folha de pagamentos já alcança 70% da receita líquida e não teria como voltar a assumir um aumento de 20% na tributação pela folha.

Diretor da Dataprev que propôs demitir mil funcionários pede exoneração

Desafeto político do presidente da estatal, Leandro Magalhães, Júlio César de Araújo Nogueira foi imposto para a diretoria da empresa pelo ex-ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira, que, agora, segue para a presidência do BNDES.

TCU: Apenas 14 órgãos têm índices de governança aceitáveis

De acordo com o Tribunal de Contas da União, de um universo de 581 organizações avaliados pelas equipes de auditoria, apenas 3% estariam em estágio aprimorado de governança (Corporativa, de Pessoas, de Contratações e de Resultados).

Câmara aprova urgência para votar a reoneração da folha de pagamento

Empresas de TI e de Call center podem ter de voltar a contribuir com alíquota de 20% , após 90 dias da publicação da nova legislação.

Decreto cria estrutura multissetorial para cuidar da transformação digital

A tradicional SEPIN, secretaria de Políticas de Informática, deixa de existir e se transforma na SEPOD, secretaria de políticas digitais, com Thiago Camargo Lopes à frente. Como política de Estado,  cobrança de resultados acontecerá em diversas pastas.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G