GOVERNO » Compras Governamentais

Dataprev vai usar Office 365 por R$ 7,5 milhões e liberar instalação em dispositivos pessoais

Luís Osvaldo Grossmann e Luiz Queiroz ... 31/03/2017 ... Convergência Digital

A Dataprev vai pagar R$ 7,5 milhões por 5 mil licenças do Office 365, da Microsoft e anunciou nesta semana que as primeiras 2 mil delas já estão disponíveis. O valor, segundo a empresa, cobre o uso do software inclusive em dispositivos pessoais dos funcionários. 

Segundo comunicado interno enviado aos trabalhadores nesta semana, “para uma única conta de usuário será possível instalar o Office 365 em até 15 dispositivos” – o que deve fazer da estatal a empresa mais digitalizada do mundo, em que cada usuário se vale simultaneamente de “5 desktops, 5 telefones e 5 tablets”, conforme anuncia o informativo.

Com essa conta, a Dataprev justifica que “o valor da assinatura mensal por empregado ficou em torno de R$ 48” e que considerando-se esse uso múltiplo “o valor da assinatura fica em torno de R$ 3 por mês por cada dispositivo instalado”.

Segundo funcionários, a empresa não vai desinstalar das máquinas o já disponível e gratuito OpenOffice. Mas defendeu a mudança por ganhos de produtividade “que pode chegar a 4%”. “A adoção da suíte de escritório para toda a empresa evita a disseminação de software não autorizado e padroniza licenças, versões e ferramentas adquiridas ao longo do tempo”. 

A empresa ressalta que a instalação do programa nos equipamentos corporativos é de responsabilidade da gestão interna de tecnologia da informação.  “Já a instalação nos dispositivos pessoais é de responsabilidade do usuário.”

O pregão eletrônico de registro de preços para a compra das 5 mil licenças foi realizado em outubro do ano passado e nele a Softline International Brasil Comércio e Licenciamento levou a melhor sobre os outros seis competidores, com lance de R$ 1,5 mil por licença, válidas por 36 meses.


Consumidor com mais de três linhas telefônicas em casa pode ter de prestar contas à Justiça

Proposta de projeto de Lei foi apresentada pelo Deputado Heuler Cruvinel (PSD/GO), com o intuito de reprimir golpes telefônicos. Se passar, as operadoras de telefonia tereão de notificar as autoridades de segurança em até 48 horas.

Carteira de trabalho digital tem mais de 110 mil downloads

Foram 2,6 mil downloads por dia desde o final de novembro quando o aplicativo foi lançado. A maior parte dos downloads foi para o Android.

Confederação de teles e TI quer R$ 1 bilhão para Sistema S das TICs

“Nossa prioridade para 2018 é garantir os recursos para esse sistema fazer frente às necessidades de formação e capacitação para a transformação digital”, diz o presidente do Sinditelebrasil, Eduardo Levy. 

Governo retoma piloto de IoT com chips para coleta de dados

Governo criou um comitê interministerial para integrar as políticas de RFID às do Plano Nacional de Internet das Coisas. Iniciativa, parada há três anos por falta de consenso, batizada de SINIAV, começa a sair do papel com pilotos em Pernambuco e no município de Santo André, em São Paulo.

Governo discute se IoT é valor adicionado ou Telecomunicações

"Há prós e contras e precisamos analisar bem para definirmos a melhor governança", diz o diretor do MCTIC, José Gontijo. Sobre Internet das Coisas, Gontijo é taxativo: O Brasil não pode adiar mais uma definição sobre Lei de proteção de Dados Pessoais.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G