Home - Convergência Digital

Cobertura ainda é restrita e 4G só está disponível 55% do tempo no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann* - 07/06/2017

A cobertura ainda restrita deixa o 4G no Brasil disponível pouco mais da metade do tempo, como mostra o novo levantamento da britânica OpenSignal, desta vez realizado em 75 países. Por aqui, os usuários só usam efetivamente LTE em 55% do tempo, no restante as conexões caem para acessos 3G. 

É um avanço pequeno frente os 53% medidos há cerca de um ano no mesmo tipo de estudo. Em julho de 2016, o Brasil aparecia em 63º em uma lista que continha 78 países com redes 4G. Agora a lista está um pouco menor, com apenas 75 países, mas a posição do Brasil caiu para 70º. Estamos à frente somente de Paquistão, Filipinas, Irlanda, Equador e Sri Lanka. 

Coreia do Sul e Japão ainda são os únicos países a manter conectividade 4G mais de 90% do tempo. Mas houve melhoras de outros países nesse ranking. Os Estados Unidos pularam de 10º para 4º, com a conectividade LTE passando de 81,3% para 86,5% do tempo. Taiwan e Hungria passaram a figurar entre os top 10, com 83,5% e 83% de conectividade. 

“Em geral temos visto melhorias constantes no alcance do LTE em todos os 75 países da nossa análise. Em novembro de 2016, apenas 11 países superavam os 80% de disponibilidade do 4G, agora são 16. Há seis meses, 31 países estavam abaixo da marca de 60% de disponibilidade, o que é uma marca razoável para um mercado em maturação. Os novos dados indicam que apenas 19 países não atingem essa marca”, diz o relatório. 

O Brasil não chegou lá ainda. E embora prósperos europeus como Alemanha (58,8%) e França (58,3%) também figurarem abaixo dessa linha de 60%, economias de dimensão comparável à brasileira, como Argentina (62,1%) e África do Sul (62,6%), ou nações com grande população como a Indonésia (62,7%) aparecem bem à frente no ranking. Irã (56,8%), Chile (56,7%) e Guatemala (56,3%) também aparecem melhor que o Brasil. 

O país se sai melhor no ranking de velocidade. Com downloads de até 19,3 Mbps, fica em 47º na lista com os mesmos 75 países. Nessa lista, apenas quatro, Cingapura (45,6), Coreia do Sul (43,4) Hungria (42,6) e Noruega (41,3) apresentam desempenho superior a 40 Mbps. A média global, segundo a OpenSignal, é de 16,2 Mbps. 

O novo relatório da OpenSignal foi feito com base em 19,5 bilhões de medições por meio do aplicativo instalado em 558 mil smartphones ao redor do planeta, tanto em sistemas Android como iOS. As medições foram realizadas nos 75 países integrantes da pesquisa entre 1o de janeiro e 31 de março deste 2017. O relatório completo pode ser conferido aqui

As operadoras móveis que atuam no Brasil alegam que a pesquisa “é realizada com um aplicativo próprio, instalado em smartphones, que não considera a área geográfica na qual é feita a medição. Tal premissa indica a possibilidade de medições em áreas onde não há obrigação de atendimento ou mesmo a oferta comercial do serviço em 4G ou 3G”. E lamentam que “não estão disponíveis os dados do número de amostras nem da metodologia utilizada na pesquisa”

Por meio do sindicato nacional das empresas, Sinditelebrasil, as teles argumentam que oferecem uma velocidade média de navegação em 4G de 19,32Mbps, 3Mbps superior à média mundial, segundo a própria OpenSignal. Mas pontuam que cerca de 300 municípios brasileiros, incluindo grandes cidades, possuem legislações restritivas à instalação de antenas, com impacto sobre a qualidade dos serviços. E que qualquer tecnologia baseada em transmissão via rádio está sujeita a indisponibilidades temporárias em decorrência de obstruções do sinal.

* Atualizada com considerações do Sinditelebrasil sobre a pesquisa

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/02/2018
Broadcom põe pressão na Qualcomm e aumenta oferta hostil para mais de US$ 121 bilhões

30/01/2018
4G cresce 70% em 2017 e chega a 102 milhões de acessos

24/01/2018
União Europeia multa Qualcomm em US$ 1,2 bilhão por prática anticompetitiva com chips LTE

19/01/2018
Teles avançam e 4G chega a 3608 municípios do Brasil

16/01/2018
Cidade de São Paulo não libera instalação de antenas celulares há dois anos

15/01/2018
Claro usa ligação ilimitada para incentivar portabilidade numérica no pré-pago

10/01/2018
Teles têm de reinventar serviços para crescer a receita no Brasil

08/01/2018
TIM libera VoLTE em 190 municípios de São Paulo

20/12/2017
Vivo oferece LTE-Advanced em todas as capitais

15/12/2017
Claro descarta oferta imediata de VoLTE

Destaques
Destaques

Teles avançam e 4G chega a 3608 municípios do Brasil

Estudo da Telebrasil revela que, em novembro, existiam 99 milhões de acessos 4G ativos. A cobertura 3G também aumenta e chega a 5109 municípios.

Brasileiro prevê o fim do 'baldes de dados' e quer pagar por serviço contratado no 5G

Estudo global feito pela Ericsson, que ouviu 72 milhões de usuários de smartphone no Brasil, mostra que a maioria quer a conta do 5G não mais por gigabytes consumidos, mas por serviço ou dispositivo conectado à rede.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Que ninguém fique sem o sinal de TV digital

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em artigo exclusivo para o Convergência Digital, o presidente da Anatel e do GIRED, revela que a liberação do 700 Mhz atrai a atenção de outros países; aumenta a geração de empregos e acelera a inclusão digital com a massificação do 4G.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site