NEGÓCIOS

Manufatura Avançada: Brasil não pode agir apenas como um comprador na Indústria 4.0

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 01/08/2017 ... Convergência Digital

A competitividade no Brasil cai a cada dia e é necessário pensar grande, com uma liderança que una o ecossistema para aderir à Indústria 4.0, especialmente com os planos de Manufatura Avançada, advertiu o coordenador do Conselho de Política Industrial, Inovação e Design da Federação das Indústrias do Paraná, Rodrigo Martins, ao participar do Paraná TIC, evento que aconteceu de 26 a 28 de julho, em Foz do Iguaçu. Um dos pontos-chave para essa política é a Manufatura Avançada.

"O Brasil tem todas as condições de ser um ator global nessa área, mas precisa agir logo. Ter uma liderança capaz de unir, de fato, governo, indústria e o segmento de TICs. Precisamos de ações mais pragmáticas", pontuou Martins. O coordenador da FIEP revelou que o Estado do Paraná está conduzindo um piloto de Manufatura Avançada, em parceria com a Alemanha, num projeto de retrofit para estudar o nível de modernização das indústrias.

Martins detalhou a relevância do setor de TICs no Paraná. Segundo ele, o estado, que hoje está atrás apenas de São Paulo em competitividade, também apoia as empresas de TIC para serem globais. O consultor disse que o Brasil não está atrasado na adoção da Indústria 4.0, mas alertou: o governo, dentro das funções que lhe cabem, precisa agir mais rápido. "Não podemos esperar que as soluções venham de fora para dentro. O Brasil é um fornecedor importante. Não pode ser apenas comprador." Assistam à entrevista com Rodrigo Martins.


Cobertura Especial do 2º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2017

Telebras desbanca teles e assume rede da Dataprev por R$ 292 milhões

Estatal assume rede que interliga 1,7 mil agências do INSS e data centers no lugar da Embratel, Telefônica, Oi e British Telecom.



Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do evento

Avaya fecha acordo com credores para sair da recuperação judicial

Empresa acredita que poderá, agora, reduzir em mais de US$ 3 bilhões a dívida de US$ 6,3 bilhões, que a levou à recuperação judicial. Valor da empresa é projetado em US$ 5.721 bilhões.

Startups vão deixar de olhar para o umbigo do Brasil e vão buscar o mundo

A previsão é do presidente da Assespro Nacional, Jeovani Salomão. Segundo ele, o empresariado de TI precisa manter a mobilização para assegurar a desoneração da folha. "Esse nome é muito ruim. Parece que o setor não quer pagar imposto. Isso não é verdade. Nós empregamos muito."

Mercado de servidores cresceu 12% no Brasil

Apesar do bom desempenho no trimestre, expectativa é de que receitas sejam mais baixas este ano, ainda que haja pequeno crescimento em unidades vendidas. 

Rio Info vai ao interior para consolidar TI fluminense

Evento realiza roadshows nas cidades de Três Rios, Teresópolis e Petrópolis nos dias 08, 22 e 31 de agosto. Objetivo é reconhecer a vocação para a tecnologia do interior do Estado do Rio de Janeiro.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G