TELECOM

Cabo submarino que conecta Fortaleza a Luanda, em Angola, fica pronto no final de dezembro

Convergência Digital* ... 09/08/2017 ... Convergência Digital

Foi iniciada nesta quarta-feira, 09/08, a instalação do cabo submarino de fibra óptica SACS (South Atlantic Cable Sytem), a partir da costa de Angola, em Sangano, município da Quissama. Primeiro cabo a conectar Fortaleza, no Ceará, a Luanda, em Angola, pelo Atlântico Sul, a instalação do SACS é um marco importante para a conclusão do empreendimento, que representa um novo paradigma nas comunicações digitais globais. Ao todo, o processo de instalação do cabo até sua chegada à costa cearense, deverá levar cerca de quatro a cinco meses.

Construído pela japonesa da NEC, o cabo terá capacidade de pelo menos 40 Tbps e 6 mil quilómetros de extensão, tudo isso na velocidade luz, já que a troca de informações entre os dois continentes será feita em até 63 milissegundos, mais rápida que um piscar de olhos. A etapa atual de instalção do cabo em águas rasas é uma das mais importantes do empreendimento, por exigir a participação de diversos especialistas, como explica António Nunes, CEO Global da Angola Cables.

“A instalação do SACS em alto mar irá envolver a participação de engenheiros, profissionais de TI e mergulhadores profissionais para que o cabo realmente seja fixado com segurança em solo marítimo”, conta Nunes. Ainda de acordo com o executivo, o SACS traduz a capacidade da companhia de encontrar soluções para problemas ainda inexistentes, uma vez que o cabo foi projetado e desenvolvido para atender a demanda de dados das próximas gerações. “Durante dois meses fizemos o mapeamento completo do terreno onde o cabo será instalado no Atlântico Sul. Dessa forma, definimos o melhor caminho a ser percorrido, evitando possiveis rupturas que ele possa sofrer devido às movimentações rochosas do solo”, afirma.

Hoje, além do SACS a Angola Cables conta com outros dois grandes projetos no Brasil, totalizando US$ 300 milhões em investimentos. São eles: o cabo Monet, que ligará Miami, nos Estados Unidos a Santos, passando também por Fortaleza. Este por sua vez conta ainda com as participações do Google, Algar Telecom e Antel (Uruguai). A previsão é que ele comece a operar no último trimestre de 2017; o segundo projeto é a construção de um Data Center internacional, em Fortaleza, que será um agregador de cabos submarinos de fibra óptica. Em construção, ele iniciará suas operações no primeiro semestre de 2018.

*Com informações da Angola Cables

 


Internet Móvel 3G 4G
Aumento de 44% nos ataques aos smartphones no Brasil

DFNDER Lab, da PSafe, diz que de julho a setembro, os ataques malware chegaram a 5,58 milhões. Links maliciosos passaram dos 100 milhões no ambiente móvel.

Recuperação judicial: Oi mantém proposta de parcelar dívida com Anatel em até 20 anos

Operadora também prevê negociação para a conversão de multas em investimentos (TACs). A agência reguladora é, hoje, a maior credora da tele com dívida, orçada pela Oi, em R$ 10 bilhões. E pela Anatel em R$ 13 bilhões. Nova versão do plano de recuperação judicial foi apresentada à Justiça. Assembleia de credores está marcada para o dia 23 de outubro.

STF devolve projeto da nova Lei de Telecom para o Senado

Confirmando a expectativa positiva dos presidentes das operadoras, o ministro Alexandre de Moraes, determinou ao Senado a análise dos recursos referentes ao projeto 79/16 e o submeta ao plenário da casa para votação.

Anatel volta a adiar decisões sobre destino da Oi

Análise de três processos sobre a situação econômica da operadora foi retirada da pauta do Conselho Diretor da agência. 

Desacertos entre acionistas e credores da Oi acendem sinal vermelho na Anatel

“A polaridade entre acionistas e parte dos credores extrapola o esperado e gera prejuízo ao desenvolvimento das negociações", adverte o conselheiro Leonardo de Morais.

CEO da Ericsson adota cautela com condenação da Lei de Informática na OMC

CEO global da fabricante, Börje Ekholm, ressaltou que o mundo caminha para o software e que a empresa irá produzir onde 'for mais produtivo e lucrativo'. Brasil está entre os 10 mercados principais da multinacional. Sobre o 5G, o CEO foi taxativo: operadoras não podem mais perder tempo.

Telecom sofre forte queda, mas ainda lidera receita do setor de serviços

Pesquisa Anual dos Serviços do IBGE, referente a 2015, mostra que Telecomunicações gerou uma receita de R$ 162 bilhões, mas caiu de 18,9% no ranking para 11,3%. Tecnologia da Informação também perdeu posição para outros segmentos.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G