Convergência Digital

Ericsson: Não haverá 5G sem uma boa base do 4G

Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 10/10/2017

A jornada do 4G para o 5G não é curta e exigirá várias etapas, afirma o vice-presidente de Redes da Ericsson no Brasil, Marcos Scheffer. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o Futurecom 2017, o executivo falou sobre os pilotos com a tecnologia Gigabit LGTE, que mistura frequências licenciadas e não licenciadas.

"Na Claro, usamos 20 MHz em 2,6 Mhz e três portadoras de frequência não licenciada em 5GHz e chegamos ao Gigabit em LTE", explicou Scheffer. Sobre o 5G, a tecnologia está em fase de padronização e no Brasil deve demorar um pouco mais. "A boa cobertura do 4G é a base de um 5G", diz. Assistam a entrevista.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis
Para Anatel, regulação não resolve a crise do setor

“O retorno está menor, mas a solução principal não é regulatória, é de mercado" afirma o conselheiro Leonardo de Morais. Presidente da Claro, José Félix, diz que o mercado vive um imenso jogo de 'rouba monte'.

Orquestrador da nuvem é o cérebro das novas aplicações

"É no orquestrador que há um espaço enorme para a Inovação", atesta Paulo Berarndocki, que durante dois anos atuou como CTO global da Ericsson e está de volta ao Brasil.

Com IoT da Embratel, Volvo tem 100% de recuperação de carros roubados

Conexão de objetos é uma prioridade no plano estratégico da operadora, revela o diretor de IoT e M2M, Eduardo Polidoro.


Futurecom 2017 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2017 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site