Home - Convergência Digital

Saiba o que realmente importa num currículo de emprego

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 10/10/2017

O currículo é a porta de entrada para um possível emprego e sempre a primeira impressão que os recrutadores terão dos candidatos. E, segundo a recrutadora do Facebook, Ambra Benjamin, são necessários somente 25 segundos para julgar o currículo de um candidato como agradável ou não. Em um post publicado em seu perfil do LinkedIn, ela conta que os recrutadoras “se movem rápido” e, por isso, o ideal é sempre moldar o currículo para que ele agrade o avaliador.

“Embora não exista um padrão ideal de currículo, já que cada recrutador dá preferência para aspectos diferentes”, ela disse, apesar de logo em seguida revelar quais são as informações em um currículo que chamarão atenção de recrutadores. Confira a seguir:

Emprego mais recente

A importância deste item é para “tentar entender qual é o atual status de emprego da pessoa e se/por que ela estaria interessada em uma nova posição”, ela escreveu. Este sempre é o item para os quais recrutadores mais dão atenção.

Reputação da empresa

Ambra Benjamin explica que isso importa por funcionar como uma “credibilidade” para o candidato, além de fornecer boas referências. Por exemplo, sabendo que um deles já trabalhou em gigantes como Google ou Amazon, ela conta pode inferir algumas informações sobre a experiência do candidato.

Experiência geral

“Essa é uma progressão de carreira? A pessoa tem aumentado seus níveis de responsabilidade na carreira? Seu cargo faz sentido? As responsabilidades listadas aqui são as que estou procurando?”, ela escreveu.

Busca por palavras-chave

Uma prática comum entre os recrutadores é a de buscar, em todo o currículo ou na própria internet, se ele contém algumas palavras-chave que representam o cargo e as habilidades necessárias para ele. É importante que isso, entretanto, seja feito de forma realista.

Lacunas

Ter alguma lacuna de emprego em seu currículo é aceitável, segundo Ambra, mas contanto que tenha uma explicação razoável.

Presença na internet

As redes sociais se tornaram ferramentas importantes também na seleção de profissionais: eles costumam entrar em seu perfil do Facebook, Twitter, Instagram e quaisquer outros portais ou rede social para avaliar a identidade online que você possui. 

Organização geral

Esse aspecto engloba a gramática usada no currículo, a forma com que foi escrito, organização das informações e a habilidade de apresentar ideias de forma clara.

Logística

O local onde o candidato mora e o trajeto necessário para chegar ao trabalho e a possibilidade ou não de trabalhar em outra cidade ou país também são importantes.

Fonte: site InfoMoney

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/07/2018
Inscrições para o vestibular de inverno do Inatel seguem até o dia 19

10/07/2018
Brasileiro revela pavor de perder o emprego

28/06/2018
Eles ainda assustam, mas os tabus estão caindo na hora de preencher uma vaga

25/06/2018
Quebéc, no Canadá, abre mais vagas para profissionais brasileiros de TI e games

11/06/2018
Provedora de TI nacional abre vaga de emprego na Austrália

04/06/2018
Empresa de TI abre 50 vagas para trainees em Londrina e São Paulo

29/05/2018
Copa do Mundo está aí. Sua empresa já definiu a rotina de trabalho?

28/05/2018
Freelancers no Brasil: data mining, segurança e Web em alta. Software e apps em baixa

24/05/2018
Não deixe os maus hábitos destruir a sua rotina de trabalho

23/05/2018
Greve na BBTS, ex-Cobra Tecnologia, afeta caixas eletrônicos do Banco do Brasil

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Brasileiro revela pavor de perder o emprego

Estudo da Confederação Nacional da Indústria mostra que os profissionais brasileiros nunca ficaram tão preocupados com o emprego quanto agora. Sentimento cresce entre os homens, mas são as mulheres as mais assustadas com a possibilidade de demissões.

Profissional do futuro simplesmente não existe

A advertência foi feita pela futurista Lala Deheinzelin, criadora do movimento "Crie Futuros". Segundo ela, já não se pode mais pensar em uma profissão ou em um profissional. É preciso imaginar células, cada uma com sua capacidade. A união de todas elas é que será, de acordo com a especialista, capaz de nos levar a um mundo desejável.

Flexibilização no trabalho: prática bem longe da realidade no Brasil

Pesquisa mostra que 75% dos brasileiros ainda trabalham no formato tradicional: no escritório e no horário comercial. Estudo mostra ainda que 58% das empresas não fornecem recursos suficientes para viabilizar o home office.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site