SEGURANÇA

Primeiro ataque de DDoS infecta com malware em 35% dos casos

Convergência Digital ... 11/10/2017 ... Convergência Digital

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 11/10, pela empresa de segurança Neustar, indica que ataques de negação de serviço (DDoS) são cada vez mais utilizados como distração para infecções mais sérias das redes corporativas. O levantamento ouviu de 1.021 executivos de empresas na América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico que em 52% dos ataques de DDoS houve infecção por vírus, em 21% ‘ransomware’ e em 18% dados foram perdidos.

A comparação com 2016 mostra que em 75% dos casos as empresas tiveram que lidar com múltiplos ataques depois do primeiro. Mas mesmo o primeiro ataque é um problema, uma vez que o relatório aponta maior taxa de sucesso em encontrar brechas. Segundo o relatório, em pelo menos 35% dos casos houve ativação de malware após um primeiro ataque. 

“Das 1.021 organizações consultadas, 772 sofreram ataque de DDoS pelo menos uma vez nos últimos 12 meses, 588 mais de uma vez e 271 mais de cinco vezes cada. Infelizmente, a taxa média de sucesso em invasões naquelas empresas atacadas com DDoS cresceu. Os roubos de qualquer tipo coordenados com esses ataques subiram de 49% para 58% em um ano. Pior, 70% dos incidentes relatados se deram em organizações que precisaram de 3 a 5 horas para determinar que um ataque de DDoS estava em curso”, diz a pesquisa. 

Nesse quesito, no geral 46% das empresas precisaram de pelo menos três horas para detectar um ataque, contra 39% no final de 2016. Aumentou também, de 38% para 43%, o número de organizações que precisaram de pelo menos seis horas para responder ao ataque. E em 31% dos casos, os ataques foram detectados primeiro pelos clientes. 


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Mutação do Wannacry determina novo alerta à Segurança da Informação

Variante do ransomware - que parou várias empresas em 2017 - causou estragos na Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), fabricante de chips e fornecedora da Apple. Orientação dos especialistas é cuidar da atualização dos sistemas.

Custo de dado roubado ou perdido no Brasil fica, em média, em R$ 268

Levantamento apura ainda que o tempo médio para conter uma violação de dados no Brasil está em 100 dias. Já o tempo para identificar a violação dos dados caiu de 250 dias para 240 dias.

Bancos ingleses têm três meses para mostrar planos de segurança cibernética

No Brasil, resolução do Banco Central, de abril deste 2018, deu um ano para que as instituições financeiras aprovem políticas de segurança e planos de resposta a incidentes.

Malware mineradores de criptomoedas crescem 629% no 1º trimestre

Relatório de segurança mostar que os hackers invadiram o mundo das bitcoins sequestrando os navegadores das vítimas ou infectando seus sistemas para minerar criptomoedas legítimas. Amostras recolhidas chegaram a 2,9 milhões nos três primeiros meses do ano.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G