INTERNET

Zero rating: precisa se analisar se há efeito anticompetitivo e se há quebra de neutralidade

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 08/11/2017 ... Convergência Digital

A evolução das economias digitais passa pela discussão sobre o surgimento de monopólios digitais e pelas regras de utilização do zero rating, ou seja, quando não há cobrança pelo acesso a um aplicativo ou site. Em debate, durante o 31º Seminário Internacional ABDTIC, Carlos Ragazzo, professor da FGV e ex-conselheiro e superintendente-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), lembrou que uma discussão sobre zero rating foi arquivada no Cade.

"É difícil saber o que vai acontecer e estamos tateando. Eu não tenho juízo formado sobre estas práticas e não acho que as pessoas tenham resposta certa para a questão", pontuou. Vinícius Marques de Carvalho, professor da USP, advogado e ex-presidente do Cade, lembrou que nas discussões sobre o Marco Civil da Internet houve a sugestão para definir o CADE como o garantidor da neutralidade de rede e destacou que o órgão não teria condição para tanto.]

"A quebra da neutralidade de rede não necessariamente é uma conduta anticompetitiva. Depende quem quebra, como. A discussão sobre zero rating envolve a discussão se tem efeito anticompetitivo e se tem quebra de neutralidade de rede. Estas discussões se intercalam e deixam a questão complexa", reforçou.

Para Ricardo Lagreca, diretor de relações governamentais e compliance do Mercado Livre, o zero rating, desde que não aconteça a priorização de pacote, tem forte semelhante ao 0800 da telefonia e beneficia o consumidor. "Não podemos limitar de forma a entender que isto quebra a neutralidade de rede, porque seria limitar modelos de negócios", opinou Lagreca. 

Com relação aos monopólios digitais, Vinicius Carvalho destacou que o debate deve ser sobre regulação e concorrência, lembrando que a defesa da concorrência é reativa. "Acho que depositar na defesa da concorrência a capacidade de solução de problemas de monopólios é uma aposta é errada", disse. Para ele, a tendência é que este debate seja mais regulatório. Confira o vídeo com a íntegra do debate.


Provedores defendem modelo da TV Digital para resolver uso dos postes

Proposta da Abrint prevê que no lugar de mudanças na resolução Anatel/Aneel seja constituído uma espécie de ‘Gired’ ou um foro permanente para negociações e mesmo determinações para a regularização das estruturas.

STF: Relatores dizem que é inconstitucional barrar apps de transporte

Ações questionam leis de São Paulo e Fortaleza que limitam ou mesmo proíbem transporte por aplicativos como Uber e assemelhados. Julgamentos foram suspensos por pedido de vista.

Justiça nega proibição a jogo onde Bolsonaro espanca mulheres, negros e gays

Em nova tentativa do Ministério Publico, 14ª Vara Cível de Brasília entendeu que jogos eletrônicos são obra intelectual com livre manifestação de pensamento.

Europa busca consenso para taxar gigantes da Internet

Uma nova proposta costurada por Alemanha e França reduz o escopo da cobrança para mirar apenas nas receitas com publicidade.

5G exige rediscussão imediata da neutralidade de rede

"Serão novas e tão diferentes aplicações, e algumas até podem fazer a diferença entre a vida e a morte. A questão da neutralidade precisa ser encarada agora no mundo e aqui no Brasil", sustenta o diretor da 5G Americas e de Relações com o Governo da Ericsson Brasil, Tiago Machado.

Revista Abranet 26 . nov-dez 2018 / jan 2019
Veja a Revista Abranet nº 26 Estudo da Abranet revela a existência de um universo díspar entre os prestadores, o que impõe desafios à regulamentação mínima necessária para manter o mercado estruturado e o limite aceitável para a sobrevivência das empresas.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G