Home - Convergência Digital

4G não licenciado terá standard em 2018

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Felipe Souto - 16/11/2017

O 5G não é mais um G, é a disrupção completa da conectividade, uma vez que o 5G serve para altas velocidades ou para baixas velocidades, afirmou o CTO da Nokia Brasil, Wilson Cardoso, ao participar do X Seminário Telcomp, realizado no dia 07 de novembro, em São Paulo.

"O horizonte da conectividade vai mudar radicalmente. Para o segundo semestre de 2018, estamos trabalhando com o uso do 4G não licenciado na faixa de 5,8 GHz. Há um grande esforço da indústria para fazer um standard e acelerar essa adoção", revela.

Cardoso observa, porém, que a conectividade dentro de casa com o 5G será o WiFi, o maior fator de reclamações nos call centers das provedoras de telecomunicações. "Temos que pensar como fazer o gerenciamento desse WiFi e não apenas nas grandes operadoras, mas também nas operadoras de pequeno e médio porte". O CTO da Nokia sustenta: a latência, ou o fim dela, será o nome do jogo, inclusive na venda de serviços. Assistam.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

08/02/2018
Anatel avalia destinar faixa de 3,5 GHz para 5G

02/02/2018
Celulares 5G começam a chegar ao mercado em 2019

30/01/2018
FCC rebate Trump e diz que nacionalizar 5G é contraprodutivo

29/01/2018
EUA quer ter controle da rede 5G para evitar espionagem chinesa

16/01/2018
Brasileiro prevê o fim do 'baldes de dados' e quer pagar por serviço contratado no 5G

13/12/2017
5G vai ampliar uso de redes WiFi

11/12/2017
Latência será vendida como serviço na era do 5G

11/12/2017
Novas receitas das teles virão do B2B e do B2G

04/12/2017
Área técnica da Anatel debate pontos polêmicos de Internet das Coisas

28/11/2017
5G terá 1 bilhão de assinantes em 2023

Destaques
Destaques

Teles avançam e 4G chega a 3608 municípios do Brasil

Estudo da Telebrasil revela que, em novembro, existiam 99 milhões de acessos 4G ativos. A cobertura 3G também aumenta e chega a 5109 municípios.

Brasileiro prevê o fim do 'baldes de dados' e quer pagar por serviço contratado no 5G

Estudo global feito pela Ericsson, que ouviu 72 milhões de usuários de smartphone no Brasil, mostra que a maioria quer a conta do 5G não mais por gigabytes consumidos, mas por serviço ou dispositivo conectado à rede.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Que ninguém fique sem o sinal de TV digital

Por Juarez Quadros do Nascimento*

Em artigo exclusivo para o Convergência Digital, o presidente da Anatel e do GIRED, revela que a liberação do 700 Mhz atrai a atenção de outros países; aumenta a geração de empregos e acelera a inclusão digital com a massificação do 4G.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site