INCLUSÃO DIGITAL

UIT alerta que apesar de avanços no Brasil, o fosso digital aumentou

Luís Osvaldo Grossmann ... 16/11/2017 ... Convergência Digital

Novas tecnologias como ‘internet das coisas’, ‘big data’ ou ‘inteligência artificial’ trazem um grande potencial de avanços sociais e econômicos. Mas como alerta o mais novo relatório da União Internacional das Telecomunicações, o potencial transformador é limitado pelo acesso e uso das novas ferramentas. E pior, o fosso digital entre pobres e ricos ficou maior, não menor. 

“As divisões digitais que são aparentes no acesso e no uso desde comunicações básicas até a banda larga continuam substanciais. Países desenvolvidos contam com taxas de penetração maiores, enquanto elas são baixas em países menos desenvolvidos”, aponta a UIT. 

A análise faz parte da versão 2017 do estudo anual ‘Medindo a Sociedade da Informação’, realizado pela UIT a partir da combinação de indicadores sobre uso e habilidades em tecnologias da informação e comunicações em 176 países. E mostra que apesar de avanços generalizados, os mais ricos avançam mais rapidamente que os mais pobres, daí o aumento do fosso. 

“Pessoas na Europa e países de alta renda na América do Norte e partes da Ásia estão muito mais conectadas e fazendo pleno uso da internet do que em outras regiões, particularmente na África. E há evidências de que o fosso entre desenvolvidos e menos desenvolvidos está aumentando, elevando as preocupações com seu impacto”, diz o documento. 

O Brasil ficou mais ou menos onde estava nesta nova edição. No geral, subiu de 67º para 66º, mas mesmo nos subíndices a variação foi pequena. O melhor desempenho foi no indicador de habilidades dos usuários em TICs, que passou da 92º para 71º. Por outro lado, o desempenho piorou nos indicadores de uso (de 56º para 57º) e de acesso (79º para 80º).  

Para a Anatel, motivo de festa. Em nota, a agência destacou que a UIT apontou para o Brasil como país onde a competitividade entre as empresas não só existe como está em expansão, sendo “um dos maiores mercados de telecomunicações nas Américas”. Para as operadoras, alegria dupla. É que a UIT resolveu mudar a forma de cálculo da cesta de serviços – e com isso o Brasil não mais aparece com a telefonia mais cara do planeta. 

“Em relação aos preços, a UIT levou em conta a renda nacional bruta dos países. Na telefonia móvel, o gasto do brasileiro representa 1,7% da renda, enquanto nas Américas é 3,6% e no mundo é 5,2%. Na banda larga fixa, o gasto do brasileiro representa 2,1% da renda, o que representa um terço do gasto nas Américas, que é de 6,4%, e bastante inferior à média mundial que é de 13,9%. Na banda larga móvel, considerando 1 GB, no Brasil 2,3% da renda, enquanto nas Américas é 5,7% e no mundo 6,8%, em média”, comemorou a Telebrasil.

 


Carreira
Brasil vai sediar Maratona mundial de programação

Competidores, de 25 países, terão 54 horas para desenvolver soluções que melhorem o acesso à Justiça. Expectativa é que a disputa conte com a participação de mais de 10 mil programadores.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Dois anos depois, só Sky tem estações licenciadas para uso de sobras de 2,5 GHz

Das 110 empresas que compraram lotes em dezembro de 2015, 89 concluíram o procedimento de outorga, mas pate já está pedindo à Anatel mais prazo para entrar em operação. 

França vai banir celulares em escolas a partir de 2018

Anúncio foi feito pelo ministro da educação do país, Jean-Michel Blanquer. Medida valerá para estudantes menores de 15 anos. 

Unicef alerta que acesso à internet só pelo smartphone amplia fosso digital

Para entidade, aparelhos móveis não podem ser considerados substitutos equivalentes porque restringem o tipo e a qualidade do conteúdo acessível. 

Telebras vai assumir Gesac por cinco anos e R$ 663,5 milhões

Estatal já garantiu o contrato por inexigibilidade de licitação, conforme publicado nesta sexta, 8/12, no Diário Oficial. Meta será conexão de 15 mil pontos com acessos de 10 Mbps. 

Telebras prevê comprar 200 mil antenas para oferecer internet via satélite

“É o que a gente vai deixar. Caso as empresas não queiram em determinado lugar, o Decreto 7175/2010 permite que a Telebras faça diretamente”, afirmou o diretor técnico da estatal, Jarbas Valente, em audiência na Câmara. 

PNAD 2016: celular quase encosta em TVs nos lares brasileiros

Pesquisa do IBGE mostra que, em 2016, em 92,3% dos domícilios pelo menos um morador possuía um telefone celular. As TVs estão presentes em 97,4% dos domícilios. O acesso à Internet chegou a 63,6% dos domicílios, com o celular ganhando fácil dos PCs e tablets. 



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G