SEGURANÇA

Ataque hacker consegue alterar dados na urna eletrônica

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/12/2017 ... Convergência Digital

Cinco anos depois, uma equipe liderada pelo professor de Ciência da Computação, Diego Aranha, voltou a bater a segurança da urna eletrônica. A exemplo de 2012, o feito se deu nos testes promovidos pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral. As vulnerabilidades serão corrigidas rapidamente, diz a Corte.

Não que o tribunal esteja tentando chamar muita atenção para o novo sucesso do professor da Unicamp. Ao apresentar o resultado parcial dos testes, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, economizou detalhes ao revelar que “dos 14 planos propostos, três apresentaram achados relevantes, que serão corrigidos pela equipe técnica”. 

Ao explicar melhor o sucesso, o coordenador de sistemas eleitorais do Tribunal, José de Melo Cruz, explicou que a o grupo “conseguiu decifrar o sistema de arquivo da urna. Na prática, eles obtiveram uma chave criptográfica que permitiu o acesso a arquivos da urna e conseguiram ler e transcrever as informações. A partir desse acesso, eles fizeram algumas experiências e conseguiram acoplar um teclado e ecoar alguns dados desse teclado na urna eletrônica”. 

Mais detalhes sobre o achado relevante de conseguiu ecoar dados na urna só em 12/12, quando sai o relatório final dos testes de segurança deste ano e termina o compromisso de silêncio imposto aos envolvidos no evento e autores dos 14 planos de ataque. Segundo Cruz, os sucessos “duas vulnerabilidades genéricas que vão ser rapidamente corrigidas”. 


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Mutação do Wannacry determina novo alerta à Segurança da Informação

Variante do ransomware - que parou várias empresas em 2017 - causou estragos na Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), fabricante de chips e fornecedora da Apple. Orientação dos especialistas é cuidar da atualização dos sistemas.

Custo de dado roubado ou perdido no Brasil fica, em média, em R$ 268

Levantamento apura ainda que o tempo médio para conter uma violação de dados no Brasil está em 100 dias. Já o tempo para identificar a violação dos dados caiu de 250 dias para 240 dias.

Bancos ingleses têm três meses para mostrar planos de segurança cibernética

No Brasil, resolução do Banco Central, de abril deste 2018, deu um ano para que as instituições financeiras aprovem políticas de segurança e planos de resposta a incidentes.

Malware mineradores de criptomoedas crescem 629% no 1º trimestre

Relatório de segurança mostar que os hackers invadiram o mundo das bitcoins sequestrando os navegadores das vítimas ou infectando seus sistemas para minerar criptomoedas legítimas. Amostras recolhidas chegaram a 2,9 milhões nos três primeiros meses do ano.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G