OPINIÃO

2018 e os desafios profissionais em TICs

Por Benito Paret*
12/01/2018 ... Convergência Digital

Muito se tem falado sobre as novas profissões oriundas das demandas decorrentes das aplicações de inteligência artificial e data analytics, da expansão dos sistemas de registro de informações – Blockchain, do surgimento acelerado das fintechs, das realidades virtual e aumentada, da expansão da computação em nuvem, das aplicações de nanotecnologia, entre outras.

A transversalidade das aplicações em áreas pouco exploradas como a medicina, a agricultura, as chamadas fábricas 4.0 são apenas referências de um mundo em evolução. Como preparar os quadros necessários para atender a estas demandas? Um dos caminhos, o mais rápido, é a reciclagem dos profissionais. Temos quadros técnicos com formação básica que poderiam ser capacitados em curto prazo, desde que desenvolvamos os programas educacionais necessários, numa parceria universidades-empresas.

A postura quase contemplativa que nos deparamos na sociedade, na qual  constatamos os desafios, mas não agimos com ações concretas superá-los, precisa ser alterada com a urgência exigida pelo novo mercado. As ferramentas disponíveis de educação a distância permitiriam disponibilizar programas adequados para a atualização de nossos profissionais.

A recém-criada Confederação Nacional de Tecnologia da Informação, reunindo as federações que aglutinam os sindicatos que representam as empresas dos setores de TIC, se propõe a reivindicar a criação de um Sistema de Aprendizagem.  Os recursos já existem e hoje são direcionados às entidades que formam o atual “Sistema S”, mas que pouco contribuem para a formação demandada pelas empresas de TIC contribuintes.

Estes recursos, muito significativos, permitiriam a curto prazo atender às necessidades educacionais focadas na atualização profissional e investir na difusão digital necessária a uma sociedade moderna e competitiva. Sem estes investimentos o desenvolvimento econômico e social de nosso país ficará muito comprometido. O ano de 2018 tem que ser o ano da “revolução educacional com foco digital”!!

*Benito Paret é Presidente do Sindicato das Empresas de Informática – TI RIO
 


Carreira
Funcionários brasileiros burlam regras de segurança de TI por software e apps

Justificativas para a quebra da hierarquia são variáveis, entre elas desponta 'porque os software baixados são melhores do que o que a minha empresa oferecia", apura estudo global de transformação digital, feito pela Unisys. No Brasil, boa parte não entende Inteligência Artificial e tem medo de perder o emprego para a tecnologia.


Veja a Cobertura Especial do IX Seminário TelComp 2016

Governo precisa atuar como coordenador na remoção às barreiras inúteis em Telecom

Se não é possível ao governo fazer investimentos, que ele funcione como um coordenador e incentive o diálogo com os órgãos que, hoje, dificultam os investimentos em redes, diz o presidente-executivo da TelComp, João Moura. Novo ciclo do PGMC é a última oportunidade para fomentar a inclusão.


Veja a Cobertura Especial do IX Seminário TelComp 2016

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G