TELECOM

Anatel: Ao atacarem a Telefônica, rivais enfraquecem os TACs

Luiz Queiroz* ... 08/02/2018 ... Convergência Digital

O presidente da Anatel, Juarez Quadros, acredita que as concorrentes que criticam o acordo para troca de multas firmado com a Telefônica agem contra a competição e acabam minando o próprio instituto dos Termos de Ajustamento de Conduta, que elas mesmas pretendem igualmente firmar com o regulador. 

“Qando as outras empresas questionam, enquadro essa indisposição no campo da não-competição. Ou seja, a competição é boa desde que não seja no seu território de atuação. Tanto que essas empresas estão utilizando os pequenos provedores, não em favor dos pequenos provedores, mas contra a competição entre os grandes”, disparou Quadros, em entrevista concedida ao Convergência Digital

Desde que o acerto para a troca de R$ 2,2 bilhões em multas não pagas por cerca de R$ 5,5 bilhões em investimentos foi negociado, concorrentes como os grupos Claro e Tim criticam os termos acordados, especialmente a lista de municípios que deverão receber novas redes de telecomunicações. Boa parte da grita, no entanto, é feita por pequenos provedores. 

“O TAC da Telefônica, aprovado pela Anatel, e também aprovado pelo TCU, se os demais operadores entendem que não deveria prosperar, estão trabalhando contra o próprio instituto do TAC. E o trabalho da Anatel é fazer com que prospere o instituto do TAC. Se os outros não querem, é problema deles. Nós vamos continuar com o nosso papel.” Assistam à entrevista com o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

*Colaborou Luis Osvaldo Grossmann


Internet Móvel 3G 4G
Municípios seguram 4 mil pedidos para novas antenas de celular

A instalação dessas estações radio-base movimentaria R$ 2 bilhões. Só em São Paulo são 1,2 mil, mas há dois anos não há qualquer permissão municipal.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.

Metodologia da Anatel obriga teles irem à Justiça contra valores de multas

"Cabe à agência fazer uma reflexão de como está cobrando. As infrações cometidas no 2º semestre têm valor de multa maior do que as mesmas infrações cometidas no 1º semestre", explica o advogado Rodrigo Greco, da Rodrigo Greco Associados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G