Home - Convergência Digital

Os 10 cargos em alta na TI para 2018

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 06/02/2018

A demanda por profissionais de TI só tende a aumentar este ano, sustenta o especialista Paulo Exel, com mais de 10 anos de experiência no recrutamento especializado nas áreas de Tecnologia, Digital e Vendas. Segundo ele, o que está mudando é o modelo de contratação: as habilidades técnicas são base, mas há também a avaliação das habilidades de relacionamento e liderança.

Segundo Exel, a orientação para resultados, atitude de dono, empreendedorismo para resolução de problemas, criatividade e habilidade de comunicação em diferentes níveis são algumas das características mais buscadas entre os profissionais de meio e topo de pirâmide. O especialista destaca ainda que a visão holística do profissional é outro elemento indispensável para quem está construíndo uma carreira.

"Mais do que as habilidades técnicas entender o impacto das ações de TI para o negócio, os resultados finais de cada operação e o por que está desenvolvendo aquela função é fundamental para os profissionais de tecnologia daqui em diante", completa. Saiba quais são os 10 cargos em alta na visão de Paulo Ekel.

#1 Cientista/Engenheiro de Dados – profissional responsável por captar, agrupar, tratar, organizar e analisar massas de dados. A capacidade de cruzar dados de diferentes setores e tornar a informação armazenada fácil de ser encontrada e utilizada pela empresa;

#2 Dev Ops – profissional responsável pelo desenvolvimento de aplicações e manutenção e adaptações da mesma;

#3 Especialista em Cloud – Profissional capaz de planejar, executar e direcionar a capacidade de processamento e armazenamento de informação na nuvem;

#4 Segurança da Informação – profissional responsável por administrar sistemas e processos que visam proteger as informações geradas por uma empresa;

#5 Engenheiro de Software - atua com arquitetura e desenvolvimento de sistemas e criação de softwares em multiplas plataformas;

#6 Analista de Negócios – profissional com visão holística e formação técnica, capaz de criar uma interface entre as demandas das áreas de negócios da companhia e traduz e direciona para área de tecnologia;

7# Desenvolvedor Fullstack - atua com programação web tanto na esfera de backend quanto frontend;

#8 CTO (Chief Technology Officer) - executivo responsável pela operação e estratégia de toda área de Tecnologia. Profissional está sendo buscado por empresas onde a T.I passou a ser uma área estratégica para a companhia;

#9 Analista de Suporte Bilíngue – profissional responsável pelo atendimento remoto para aplicações e infraestrutura de TI com abrangência internacional;

#10 PMO (Gestão de projetos) – profissional responsável por conduzir e garantir que cada projeto tenha começo, meio e fim;


 

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

16/08/2018
LinkedIn Learning chega ao Brasil com 82 cursos em Português

13/08/2018
BID oferece curso gratuito de capacitação em Economia Digital

07/08/2018
Empresa de TI espera mais de 2 mil candidatos ao programa "Quero ser Dev"

02/08/2018
'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

31/07/2018
TOTVS abre 2 mil vagas para treinamentos gratuitos online

30/07/2018
Não meta os pés pelas mãos!

19/07/2018
Zona de conforto? Cuidado! Ela vai acabar com a sua carreira

16/07/2018
Apenas 15% dos graduados no Brasil são da área de Tecnologia

16/07/2018
Entrevista em inglês não é um bicho de sete cabeças

12/07/2018
Dell e IOS abrem 80 vagas de curso profissionalizante para jovens e pessoas com deficiência

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Decisão do STF a favor da terceirização não respalda a pejotização

Advogados procurados pelo portal Convergência Digital sustentam que a dispensa de empregados para a contratação como terceirizados pode caracterizar a subordinação e punição à corporação

'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

Mas toda flexibilidade exige limite. Um profissional precisa ter uma meta, um plano de carreira bem claro. A inflexibilidade também tem um custo para o profissional que se recusa a ver os novos tempos.

Funcionários brasileiros burlam regras de segurança de TI por software e apps

Justificativas para a quebra da hierarquia são variáveis, entre elas desponta 'porque os software baixados são melhores do que o que a minha empresa oferecia". No Brasil, boa parte não entende o efeito da Inteligência Artificial.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site