Home - Convergência Digital

Patrões e empregados não se entendem e campanha salarial de TI é suspensa em São Paulo

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 07/02/2018

O impasse se acirrou na sétima rodada de negociação, realizada nesta terça-feira, 06/02, e patrões e empregados suspenderam a negociação da campanha salarial de TI em São Paulo. Uma nova rodada só acontecerá, de acordo com os trabalhadores, quando houver uma apresentação formal de uma pauta pelo Seprosp, sindicato patronal, sem a retirada de cláusulas já incluídas na Convenção Coletiva de Trabalho de 2017, que permanece em vigor até um acordo - seja na mesa de negociação ou por decisão judicial, uma vez que há um contrato assinado entre patrões e empregados.

De acordo com o Sindpd, a falta de consenso entre as partes aconteceu depois de os patrões suprimirem vários parágrafos da CCT 2017, entre elas, o vale-refeição, banco de horas e a assistência médica. Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores, Antônio Neto, houve quebra de boa-fé.

De acordo ainda com o Sindpd, no auxílio-alimentação, os empresários mantiveram a proposta anterior de R$ 18 com a previsão dos "descontos legais". No caso do banco de horas, o sindicalista diz que foram suprimidos parágrafos relevantes "Temos 11 sobre o tema e, agora, ficaram apenas nove", salienta Neto.

Os patrões ofereceram ainda um reajuste de 2,07%, percentual recusado pelos trabalhadores. Também mantiveram a proposta de tornar facultativas as homologações no Sindpd e manter, na cláusula das viagens a serviço, que o tempo gasto nos deslocamentos não seja considerado tempo de trabalho, não sendo devida a remuneração.

Com tantos senões, o sindicato dos trabalhadores decidiu devolver a proposta e suspender a negociação. "Queremos que os patrões explicitem quais são as reais propostas para a Convenção Coletiva para reabrir a negociação", concluiu Antônio Neto.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/05/2018
Sem acordo entre patrões e empregados de TI em São Paulo

16/05/2018
TRT agenda 2ª audiência de conciliação entre patrões e empregados de TI em São Paulo

23/04/2018
Em Ribeirão Preto, Justiça ordena Coderp a fazer rescisões de contrato de trabalhao no sindicato dos trabalhadores de TI

17/04/2018
TRT/SP concede 30 dias para que patrões e empregados de TI encerrem impasse

11/04/2018
TRT faz audiência de dissídio coletivo dos trabalhadores de TI de São Paulo no dia 17

03/04/2018
Sem acordo, campanha salarial 2018 de TI em São Paulo vai à dissídio coletivo

14/03/2018
Falta de acordo suspende negociação da campanha salarial de TI em São Paulo

09/03/2018
Campanha Salarial 2018 de TI segue sem acordo entre patrões e empregados

01/03/2018
Homologação das demissões acirra clima entre patrões e empregados de TI em São Paulo

28/02/2018
Patrões e empregados de TI em São Paulo retomam negociações da campanha salarial

Veja mais artigos
Veja mais artigos

eSocial desafia a rotina dos Recursos Humanos

Por Juliana Andrade*

Chegou a hora de as empresas tirarem proveito da robotização, especialmente, na análise de cadastros para observar se há ou não alguma informaçaõ que destoe da atualidade. O regime fiscal online exige a reparação dos dados.

Destaques
Destaques

Juízes do Trabalho: Reforma trabalhista só vale depois da sua entrada em vigor

Decisão foi tomada por mais de 700 juízes e desembargadores. Para eles, a Lei 13.467/2017 só deve valer para processos e contratos iniciados após 11 de novembro de 2017, quando a legislação entrou em vigor.

Lei Trabalhista: TST decide que demissão só pode ser homologada no sindicato

Tema é controverso, mas o ministro Alexandre Agra Belmonte decidiu em setença que "se o empregado tiver mais de um ano de serviço, o pedido de demissão somente terá validade se assistido pelo seu sindicato".

Os 10 cargos em alta na TI para 2018

Conhecimento técnico não é mais o diferencial. Habilidades no relacionamento e de liderança estão pesando muito na hora da contratação.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site