Home - Convergência Digital

Google e Facebook impõem regras para relacionamentos entre funcionários

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 15/02/2018

Como forma de tentar evitar assédio sexual no ambiente de trabalho, empresas como o Google e o Facebook passaram a aplicar regras para os relacionamentos amorosos de seus funcionários. A primeira delas é que um funcionário pode convidar outro para sair, mas apenas uma vez: qualquer coisa que ultrapasse a rejeição inicial está fora dos limites.

“Respostas ambíguas como ‘estou ocupada’ ou ‘não posso nesse dia’ contam como ‘não’”, disse ao Wall Street Journal a diretora de legislação trabalhista do Facebook, Heidi Swartz. Essas regras são consideradas especialmente importantes em companhias com muitos funcionários jovens e solteiros.

Considerando pessoas com posições diferentes na hierarquia, o departamento de Recursos Humanos até aceita relacionamentos amorosos – mas confia que funcionários entrem em contato em qualquer situação que possa sinalizar conflito de interesse. 

Fonte: portal Info Money

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

eSocial desafia a rotina dos Recursos Humanos

Por Juliana Andrade*

Chegou a hora de as empresas tirarem proveito da robotização, especialmente, na análise de cadastros para observar se há ou não alguma informaçaõ que destoe da atualidade. O regime fiscal online exige a reparação dos dados.

Destaques
Destaques

Flexibilização no trabalho: prática bem longe da realidade no Brasil

Pesquisa mostra que 75% dos brasileiros ainda trabalham no formato tradicional: no escritório e no horário comercial. Estudo mostra ainda que 58% das empresas não fornecem recursos suficientes para viabilizar o home office.

Juízes do Trabalho: Reforma trabalhista só vale depois da sua entrada em vigor

Decisão foi tomada por mais de 700 juízes e desembargadores. Para eles, a Lei 13.467/2017 só deve valer para processos e contratos iniciados após 11 de novembro de 2017, quando a legislação entrou em vigor.

Lei Trabalhista: TST decide que demissão só pode ser homologada no sindicato

Tema é controverso, mas o ministro Alexandre Agra Belmonte decidiu em setença que "se o empregado tiver mais de um ano de serviço, o pedido de demissão somente terá validade se assistido pelo seu sindicato".

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site