INTERNET

No Brasil, 40% afirmam não saber usar a internet

Luís Osvaldo Grossmann ... 21/02/2018 ... Convergência Digital

O IBGE divulgou nesta quarta-feira, 21/02, novos dados sobre o uso da internet no Brasil, ainda decorrentes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), realizada no fim de 2016. O cenário é de avanço na inclusão digital, muito beneficiada pela multiplicação dos smartphones e das conexões WiFi. Mas enquanto preço e disponibilidade se tornaram problemas secundários, os dados sugerem que a maior barreira ao acesso é o desconhecimento. Praticamente 40% dos brasileiros dizem não saber usar a internet. 

“Os dois motivos mais apontados para a não utilização da rede – não sabiam usar a Internet (37,8%) e falta de interesse em acessar a Internet (37,6%) – abrangeram praticamente o mesmo percentual das 63,35 milhões de pessoas que não utilizaram a Internet no período. O serviço de acesso à Internet era caro, indicado por 14,3% das pessoas que não utilizaram a Internet, foi o motivo seguinte, enquanto os demais ficaram abaixo de 6%”, relata o IBGE. 

O preço como barreira ainda existe. Segundo a pesquisa, 14,3% indicaram essa como principal motivo para não ter conexão. Além disso, a disponibilidade, embora ampla nas cidades, segue restrita no meio rural. Entre brasileiros desconectados nas áreas rurais, 16,1% apontaram a falta de serviço nos locais em que costumavam frequentar. 

A importância do celular é evidente. Segundo a pesquisa, 77,1% de quem tem 10 anos ou mais possui um aparelho para uso pessoal. E enquanto a internet estava presente em 48,1 milhões de domicílios no fim de 2016, em mais de um quarto deles, 26,7%, a única conectividade era 3G ou 4G. Mais do que isso, para 33,4% das pessoas, o celular é o único meio de acesso a internet.

Ainda assim, a banda larga fixa foi apontada como a conexão mais usada, por 81%, enquanto dados móveis por 76,9%. “Constatou-se que é comum o uso de mais de um tipo de conexão, pois, das pessoas de 10 anos de idade que utilizaram a Internet, 21,5% o fizeram somente por banda larga fixa e 17,4%, somente por banda larga móvel”. Sinal de que o apetrecho para conectar costuma ser o celular, mas de preferência quando há WiFi disponível. 

Faz sentido, especialmente diante das preferências medidas pelo IBGE. Se praticamente todos (94,2%) troca mensagens, sejam de voz, texto ou imagem, “assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes, foi apontada por 76,4% dessas pessoas, vindo logo em seguida conversar por chamadas de voz ou vídeo (73,3%) e, por último, enviar ou receber e-mail (69,3%)”.

“O acesso pelo celular está acima de 90% em todas as grandes regiões. Além da velocidade, o celular permite acessar a Internet por redes sem fio públicas ou gratuitas, sem exigir uma rede de transmissão de dados”, resume a gerente da pesquisa do IBGE, Maria Lucia Vieira. 

No geral, a pesquisa mediu que a Internet era utilizada em 48,1 milhões, ou 69,3% dos 69,31 milhões de domicílios do país, estando disseminada na maioria dos domicílios em todas as Grandes Regiões: no Sudeste, 76,7% das residências a possuíam; no Centro-Oeste, 74,7%; no Sul, 71,3%; no Norte, 62,4%; e no Nordeste, 56,6%.


2018: o ano para o Facebook apagar da sua história

Rede social admitiu que houve roubo de dados de 29 milhões de usuários na brecha de segurança descoberta no mês passado. De 15 milhões de usuários violados, foram roubados dois conjuntos de informações: nome e detalhes de contato, incluindo número de telefone, e-mail ou ambos, dependendo do que os indivíduos tinham em seus perfis.

Brasil é o segundo país do mundo a ter portal do Cidadão do Facebook

Ferramenta, criada por conta das eleições nos EUA em 2016, permite a conexão entre eleitores e autoridades eleitas.

Teles seguem governo dos EUA e processam Califórnia contra neutralidade

Quatro associações de empresas do setor de telecom dos Estados Unidos ingressaram na Justiça para tentar bloquear a legislação estadual que retomou regras para a oferta de internet.

Brasil chega aos 4 milhões de endereços ‘.br’

Marca atingida neste 1º/10 inclui as mais de 120 categorias de domínios, sendo que o ‘com.br’ é o mais popular, com 3,6 milhões, ou 91% dos registros. Desse total, 1 milhão já são de registros no padrão mais seguro conhecido como DNSSEC.

Abranet: conceito de ‘pequeno’ da Anatel desconsidera realidade da Internet

Associação Brasileira de Internet adverte à agência que 68% do segmento tem no máximo 500 clientes. Só 158 empresas chegam a 5 mil acessos. "É um risco classificar todos da mesma maneira", sinaliza o representante da entidade, Edmundo Matarazzo.

Revista Abranet 25 . ago-set-out 2018
Veja a Revista Abranet nº 25 Ordenar o uso e organizar o compartilhamento das infraestruturas aérea e terrestre são medidas imperativas para as empresas de energia, telecomunicações e de internet. E muito mais...
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G