Convergência Digital - Home

Computação em nuvem exige uma mudança imediata na lei de compras governamentais

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos - 27/02/2018

A legislação de compras governamentais no Brasil é, atualmente, o maior entrave para a aceleração da oferta de serviços digitais por parte do poder público, afirma o diretor de vendas da Amazon Web Services, Paulo Cunha. "A legislação é muito anterior à inovação digital", observa o executivo.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Paulo Cunha, lamenta o fato de a atual legislação não permitir, por exemplo, pagar menos pelo uso da tecnologia. "É uma antítese. A escalabilidade até é permitida, mas não se pode pagar menos. Esse é um dado a ser modificado o quanto antes", observa.

Paulo Cunha vai participar do painel Governo Digital e Desburocratização para um Brasil eficiente, que será realizado no dia 15 de março, no 3º Seminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, que acontecerá em Brasília. O executivo se mostra otimista. "Há muito sendo feito no poder público para a inovação digital”, diz. Um exemplo é o do Governo do Ceará. "Os projetos lá estão tendo um ciclo inferior a 30 dias", acrescenta.

Com relação a adoção de computação em nuvem no meio empresarial, Paulo Cunha, diz que a cloud computing caminha para se tornar uma grande nuvem pública. "A GE é um bom exemplo e já levou 70% das suas aplicações para a nuvem". O executivo destacou ainda a necessidade de se priorizar cloud. "O Chile é o primeiro país na América Latina que exige que os projetos de cloud venham à frente da TI tradicional", conta. Assistam a entrevista com o diretor de Vendas da AWS, Paulo Cunha.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis


Bradesco, Dataprev e Equinix são destaque em datacenter no Brasil
Organizações foram as vitoriosas da edição 2017 do DCD Awards da América Latina. Conheça os destaques da região no segmento de datacenters.

Destaques
Destaques

Vivo já têm seis data centers virtualizados no Brasil

"Todo núcleo de voz já está virtualizado, como o de dados também", informa o diretor de planejamento e de redes da Vivo, Átila Branco.

Google mantém Brasil fora da estratégia de data center na América Latina

Companhia está investindo US$ 140 milhões para triplicar o tamanho do data center no Chile, com a geração de 1200 empregos diretos e indiretos. No Brasil, o regime especial para datacenters não sai do papel, como todas as ações de políticas públicas para TICs.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Dos ambientes offline à estratégia MultiCloud

Por Fabio Gordon*

É preciso reconhecer a necessidade de mudança, entender que o seu data center de 20 anos não vai mais suportar os negócios digitais. É imprescindível fazer um diagnóstico do seu ambiente de TI e começar a mudar. E rápido, porque é provável que os seus competidores já estejam fazendo isso.

Nuvem é o agora e o futuro da competitividade

Por Artur Hansen*

Em cloud, todo investimento é hermético, organizado de acordo com as justas necessidades de cada empresa.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site