Home - Convergência Digital

Sem acordo, campanha salarial 2018 de TI em São Paulo vai à dissídio coletivo

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 03/04/2018

Depois de nove rodadas, não houve acordo entre patrões e empregados na campanha salarial dos profissionais de Tecnologia da Informação de 2018. Segundo o Sindicato dos trabalhadores, o Sindicato Patronal reportou que irá para o dissídio coletivo. A negociação entre as partes foi encerrada no dia 27 de março. Os patrões ofereceram um aumento de 2,07%.

Em comunicado aos trabalhadores, o Sindpd/São Paulo informa que 'lamenta o fato de o sindicato patronal considerar suprimir direitos sob a tutela da Justiça do Trabalho" e orienta os trabalhadores:

1- Denuncie ao Sindpd todo e qualquer descumprimento da Convenção Coletiva em vigor, conforme acordado na primeira rodada de negociação;

2- Denuncie ao Sindpd e dirija-se às nossas sedes para verificação de homologações que sejam feitas diretamente na empresa;

3- Denuncie ao Sindpd toda tentativa de acordo individual;

4- Denuncie ao Sindpd qualquer pressão ou demissão para a substituição de trabalhadores celetistas para sistemas precários e fraudulentos de trabalho, a exemplo do intermitente, autônomo ou PJ;

5- Entre em contato com a diretoria do Sindpd para a organização de mobilizações e ações sindicais para a abertura de acordos diretos com as empresas.

O sindicato patronal não responde às solicitações do portal Convergência Digital sobre informações do processo de negociação com os trabalhadores.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/06/2018
Trabalhadores entram com pedido de dissídio coletivo de greve no TST contra a Cobra Tecnologia (BBTS)

17/05/2018
Sem acordo entre patrões e empregados de TI em São Paulo

16/05/2018
TRT agenda 2ª audiência de conciliação entre patrões e empregados de TI em São Paulo

23/04/2018
Em Ribeirão Preto, Justiça ordena Coderp a fazer rescisões de contrato de trabalhao no sindicato dos trabalhadores de TI

23/04/2018
MP que altera Reforma Trabalhista perde a validade

17/04/2018
TRT/SP concede 30 dias para que patrões e empregados de TI encerrem impasse

11/04/2018
TRT faz audiência de dissídio coletivo dos trabalhadores de TI de São Paulo no dia 17

03/04/2018
Sem acordo, campanha salarial 2018 de TI em São Paulo vai à dissídio coletivo

28/03/2018
eSocial: Governo não vai prorrogar prazo para contestação das empresas

14/03/2018
Falta de acordo suspende negociação da campanha salarial de TI em São Paulo

Veja mais artigos
Veja mais artigos

eSocial desafia a rotina dos Recursos Humanos

Por Juliana Andrade*

Chegou a hora de as empresas tirarem proveito da robotização, especialmente, na análise de cadastros para observar se há ou não alguma informaçaõ que destoe da atualidade. O regime fiscal online exige a reparação dos dados.

Destaques
Destaques

Juízes do Trabalho: Reforma trabalhista só vale depois da sua entrada em vigor

Decisão foi tomada por mais de 700 juízes e desembargadores. Para eles, a Lei 13.467/2017 só deve valer para processos e contratos iniciados após 11 de novembro de 2017, quando a legislação entrou em vigor.

Lei Trabalhista: TST decide que demissão só pode ser homologada no sindicato

Tema é controverso, mas o ministro Alexandre Agra Belmonte decidiu em setença que "se o empregado tiver mais de um ano de serviço, o pedido de demissão somente terá validade se assistido pelo seu sindicato".

Os 10 cargos em alta na TI para 2018

Conhecimento técnico não é mais o diferencial. Habilidades no relacionamento e de liderança estão pesando muito na hora da contratação.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site