GOVERNO

Diretor da Dataprev que propôs demitir mil funcionários pede exoneração

Luiz Queiroz ... 06/04/2018 ... Convergência Digital

O Diário Oficial da União desta sexta-feira (06/04), traz o pedido de exoneração do diretor de Finanças e Serviços Logísticos, Júlio César de Araújo Nogueira.

Em sua passagem pela empresa, o momento mais polêmico foi quando ele propôs, registrado em Ata de reunião com sindicalistas, que mil funcionários fossem demitidos como forma de enxugar os custos da Dataprev.

Júlio César tornou-se desafeto político do presidente da estatal, Leandro Magalhães, logo que entrou na empresa. Seu nome foi imposto para a diretoria da Dataprev pelo ex-ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira, que agora segue para a presidência do BNDES.

Fontes na empresa contam que as últimas reuniões de diretoria eram tensas, devido ao grau de animosidade política entre o presidente e o diretor.

Não foi revelado nesta edição do DO o nome do substituto de Júlio César.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Receita Federal decide cobrar IPI das impressoras 3D

Para o Fisco, a atividade de impressão em 3D caracteriza-se como uma operação de industrialização na modalidade de transformação.

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Ministério da Economia vai concentrar pagamentos ao Serpro por base do CPF

Órgãos públicos têm 12 meses para estarem todos ligados à plataforma de interoperabilidade dos dados federais, ConectaGov. Contratos com Serpro serão firmados e assumidos pela Secretaria de Governo Digital, revela ao Convergência Digital, o secretário Luis Felipe Salin Monteiro.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G