TELECOM

Anatel propõe direcionar recursos para fibra óptica, 3G/4G e órgãos públicos

Luís Osvaldo Grossmann ... 17/05/2018 ... Convergência Digital

A Anatel vai colocar em consulta pública a proposta de Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações, que na prática é a resposta da agência para as políticas públicas de inclusão digital: onde investir os recursos do setor para aumentar cobertura e acesso à internet. O problema, como reconhece a própria Anatel, é que as fontes esperadas de recurso teimam em não se materializar.

O tema está em gestação há bastante tempo. Ele nasce com o diagnóstico da banda larga e identifica lacunas de atendimento e infraestrutura, levando em conta áreas com baixa viabilidade econômica. E ambiciona indicar projetos que estimulem a construção de infraestrutura e um plano nacional que fomente a ampliação do acesso.

“Essa é a matéria mais importante em tramitação na agência hoje. O PERT servirá para orientar vultosos investimentos públicos e privados de telecomunicações nos próximos anos. É um instrumento para organizar as políticas setoriais em uma coordenação de esforços para aumentar o acesso a banda larga no Brasil”, defendeu o relator da proposta, Aníbal Diniz.

Entre os diagnósticos, há a constatção que 2,3 mil municípios brasileiros não têm rede de transporte com fibra óptica. Desse universo, 54% dessas cidades  estão na região Norte e Nordeste  e 23% dos muncípios sem fibra fazem parte do estado de Minas Gerais.

Verifica, ainda, que as redes de cobre ainda respondem por metade das conexões à internet no país, ou que pelo menos 3,8 milhões de brasileiros vivem em distritos onde não há nenhum serviço de telefonia celular. O levantamento mostra que em 2,2 mil municípios brasileiros a conexão de banda larga fixa atinge no máximo 5 Mbps. Ainda conforme a Anatel, embora existam 5,8 mil empresas com licença de SCM (Serviço de Comunicação Multimídia), três empresas (as grandes operadoras Claro, Vivo e Oi) concentram 83% dos assinantes.

Na linha da indicação de projetos, o PERT cristaliza o que já vinha sendo defendido pela Anatel. Assim, as primeiras metas envolvem a ampliação do número de municípios com redes de transporte em fibra óptica. Hoje em 58%, essas redes chegariam a 75% deles, onde vivem 95% dos brasileiros. Para as cidades com os demais 5% da população, rádios de alta capacidade.

Propõe, também, a expansão dos acessos do serviço móvel pessoal para todos os distritos, uma vez que em 2 mil deles vivem aqueles 3,8 milhões sem celular. Além de prever a implantação de, pelo menos, 3G em todas as sedes municipais, mas com vistas à oferta de 4G em todo o país, em que pese a obrigação regulatória atual ser de cobertura nas cidades com mais de 30 mil pessoas.

O documento aponta que embora a velocidade média das conexões no Brasil esteja em 14 Mbps, há 3,6 mil municípios em que ela é inferior a 5 Mbps. E verifica que o cobre segue firme, com redes xDSL ainda responsáveis por 50% dos acessos à internet no país. Por isso, o PERT prevê a implementação de redes de acesso de alta velocidade naqueles municípios onde a fibra já chega.

Finalmente, o plano sugere a implantação de redes em estabelecimentos de serviços públicos essenciais como educação, pesquisa, saúde, segurança pública, etc. A ideia aí é usar escolas, bibliotecas, postos de saúde ou delegacias como estímulo à demanda e mesmo compartilhamento de uso com as comunidades locais.

Como admite logo o próprio relator, o nó é que o dinheiro esperado não surgiu. Ao listar o saldo da migração das concessões, os termos de ajustamento de conduta ou fundos setoriais como Fust, Aníbal Diniz lembrou que “cada fonte tem suas restrições”, seja a não aprovação do PLC 79/16, o fracasso até aqui dos TACs e o sonho de usar Fust e congêneres.

Diniz até incluiu propostas legais para uso dos fundos. Enquanto isso, resta, pelo menos, o saldo das metas de universalização. Segundo a Anatel, a troca de metas (PSTs, backhaul) e a potencial redução no número de orelhões representam dívidas da ordem de R$ 3,7 bilhões das concessionárias diante das vantagens com obrigações que deixaram de existir ou foram alteradas.

A proposta é colocar o PERT em consulta por 30 dias e discuti-lo em uma audiência pública em Brasília. Mas isso vai ter que esperar. A proposta de Aníbal Diniz foi alvo de pedido de vista do presidente da agência, Juarez Quadros, que alegou tratar-se de assunto muito complexo que merece maior estudo antes de uma votação.


Internet Móvel 3G 4G
China Unicom faz primeira ligação 5G no release 15 do 3GPP

Piloto, conduzido em parceria com a ZTE, também serviu para testar outros serviços como ligação de voz de grupo, vídeo online e navegação de rede do WeChat, a rede social chinesa.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Anatel nega pedido da Brasscom e mantém prazo de consulta sobre agenda regulatória

Nova agenda possui 51 ações elencadas sendo 37 em andamento e 14 com temas novos. São prioridades: a revisão do modelo legal,  Internet das coisas e 5G.

Oi convoca assembleia geral de acionistas para 30 de abril

Por meio de comunicado ao mercado, operadora marca assembleia de acionistas depois do aumento de capital e do acordo firmado com a Pharol, acionista portuguesa que resistia à execução do plano de recuperação.

Telefonia fixa perdeu quase 2 milhões de linhas ativas em 2018

As concessionárias foram as que mais tiveram pedidos de desligamento - 1,682 milhão de linhas no período de novembro de 2017 a novembro de 2018. Claro lidera o mercado de linhas fixas. Oi detém mais da metade das linhas das concessionárias. Claro aparece entre as autorizadas.

Anatel amplia o cerco aos celulares piratas

Mensagens de alerta sobre o bloqueio de celulares considerados irregulares estão sendo enviadas para os estados da região Nordeste, dois estados da Região Sudeste ( Minas Gerais e São Paulo) e alguns trechos das Região Norte. No portal da Anatel é possível saber se o seu celular é ou não irregular.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G