Home - Convergência Digital

TIM e Claro divergem sobre prazo para a venda da faixa de 3,5 GHz

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 25/05/2018

A Tim defendeu durante o Painel Telebrasil que a Anatel avance com o cronograma que está sendo rascunhado no Conselho Diretor e confirme a oferta de radiofrequências em leilão ainda em 2019. E em especial que permita a aquisição de nacos da faixa de 3,5 GHz.

“Espectro é uma das prioridades para o desenvolvimento de um ciclo virtuoso no setor, que também envolve bons diagnósticos, recursos e compartilhamento. Esperamos que o cronograma para 2019 e uso em 2020 possa se tornar realidade”, sustentou o diretor de relações regulatórias da Tim, Carlos Eduardo Franco, em debate sobre a agenda regulatória.

Foi uma manifestação diametralmente oposta a da Claro, que um dia antes rejeitara a ideia de que as operadoras móveis aportem novos investimentos em espectro antes de terminarem de pagar pela faixa de 700 MHz, adquirida em 2014 e atrelada ao processo de desligamento dos sinais de TV analógicos.

“Cogitar a realização de um leilão de faixas de frequência seria precipitado, na medida em que ainda existem pendências nas faixas licitadas em 2014”, afirmara o diretor jurídico regulatório da Claro, Oscar Petersen, também durante o Painel Telebrasil, realizado nesta semana em Brasília.

A Claro reclamou especificamente da oferta da faixa de 3,5 GHz, por entender que continuam a existir problemas de interferência. “A interferência das parabólicas não é simples de resolver. Nossa expectativa é que não ocorra licitação antes de 2020”, emendou Petersen.

Pois a TIM torce especialmente para que a Anatel ofereça em leilão essa fatia do espectro o quanto antes. “A gente enxerga que o 3,5 GHz é uma nova fronteira que precisa ser disponibilizada”, afirmou Franco. No momento, a costura na agência é de reunir na mesma oferta a sobra de 700 MHz, além da faixa de 3,5 GHz e algo como 100 MHz em 2,3/2,4 GHz.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/11/2018
TV Digital: Novo presidente da Anatel se mantém à frente do GIRED

14/11/2018
Anatel tenta baixar os preços das ofertas de atacado

14/11/2018
Anatel decide juntar sobras de 700 MHz em leilão de 2,3 e 3,5 GHz

14/11/2018
Anatel forma nova maioria em favor de facilitar a venda de bens reversíveis

13/11/2018
Em disputa de acionistas, controladora da TIM demite Amos Genish

09/11/2018
Novo presidente da Anatel troca superintendentes e cargos de chefia

09/11/2018
TIM abre mais de 170 vagas para estágio em 2019

09/11/2018
Telecom Italia autoriza TIM a fazer oferta para comprar Nextel

08/11/2018
Leonardo Morais toma posse como novo presidente da Anatel

07/11/2018
TIM se mostra 'cautelosa' ao falar de possível disputa por Nextel e Oi

Destaques
Destaques

Na IoT, o segredo não está na Internet, mas, sim, nas coisas

O setor de Telecom precisa ter a humildade de entender que precisa se adequar às coisas para lidar com verticais como o agronegócio, diz o vice-presidente de estratégias da Ericsson, Vinicius Dalben. A fabricante fez um piloto de IoT com um caminhão da Scania.

GSMA: Governos adiantam licitação para pressionar implantação do 5G

Diretor de estratégia da GSMA, Fabio Moraes, lembra, porém, que as operadoras ainda estão fazendo investimentos no 4G.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site