Convergência Digital

Inteligência artificial vai muito além da tecnologia

Fernanda Ângelo - 13/06/2018

A inteligência artificial há tempos ultrapassou as barreiras dos departamentos de Tecnologia da Informação (TI) nas empresas. E aquelas organizações que não entenderem isso correm o risco de desaparecer. Esta foi a opinião unânime dos especialistas que conduziram a palestra "Machine learning x computação cognitiva x inteligência artificial" , realizada no Ciab 2018, que acontece de 12 a 14 de junho, em São Paulo.

"A inteligência artificial já é parte do cotidiano das pessoas. As crianças crescem acreditando que essa tecnologia sempre existiu", disse Alexandre Camilo Perez, diretor de Computação Cognitiva da BRQ. "Seja qual for a iniciativa, os executivos precisam ter inteligência artificial em mente", sugeriu.

Marcelo Braga, vice-presidente da IBM Cloud Brasil, reforçou: "a tecnologia está aí para potencializar as capacidades das pessoas. Máquinas e pessoas são a receita para o sucesso." Segundo o executivo da BRQ, muitas companhias entenderam essa necessidade e começam a exigir que seus profissionais se familiarizem com o tema.

Em entrevista ao Convergência Digital, Camilo Perez também falou sobre a falta de profissionais nesse mercado e o quanto é importante preparar pessoas para trabalhar com inteligência artificial. "As empresas precisam levar essa tecnologia para dentro das áreas para que se tornem ferramentas de trabalho." Assista à entrevista.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis
Bradesco: novos concorrentes vão vir da inovação, mas competição não assusta

Para o diretor de Canais Digitais do Bradesco, Marcelo Frontini, não importa de onde venha o competidor se o cliente estiver satisfeito com o serviço prestado.

5G vai impulsionar serviços que precisam de baixa latência

Nova tecnologia vai estar inserida em qualquer segmento de mercado, sustenta Carlos Alberto Camardella, consultor de Engenharia de Telecom da Claro Brasil.

Smartphones abrem novo ciclo de bancarização no Brasil

Quase metade da população brasileira ainda não é bancarizada e as novas tecnologias, em especial, as criadas para os dispositivos móveis vão gerar produtos melhores e preços também melhores para romper a barreira de entrada, diz o chairman da Everis, Antonio Carlos Valente.

BRQ: análises de dados são fonte extraordinária de novas receitas

Para o vice-presidente de Serviços Financeiros da empresa, José Antônio Afonso Pires, os bancos vão criar ainda mais valor com o uso das novas tecnologias, em especial, do big data e do blockchain.


Ciab Febraban 2018 - clique aqui e confira a cobertura completa.
Editora Convergência Digital
Copyright © 2005-2018 Editora Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site