NEGÓCIOS

Mercado reage mal à aquisição da CA Technologies pela Broadcom

Da redação ... 13/07/2018 ... Convergência Digital

A reação à aquisição da CA Technologies pela Broadcom por cerca de US$ 19 bilhões não foi positiva. A fabricante de chips teve uma perda de quase o mesmo montante no mercado. Há dúvidas se o negócio terá o aval do presidente Donald Trump, que já impediu uma megafusão com a Qualcomm, em um negócio de US$ 117 bilhões.

Analistas têm posições divergentes com relação ao negócio. Para uns, a mudança no foco setorial pode ser um golpe de mestre do presidente-executivo da Broadcom, Hock Tan, outros levantam preocupações sobre um acordo que reduz o crescimento da Broadcom de 5 para 3 por cento. Mas para outros pode ser desastroso. “É a aquisição mais bizarra, desfocada e não estratégica da última década”, disse Eric Schiffer, presidente-executivo da Patriarch Organization, uma empresa de private equity.

A famosa ambição do presidente da Broadcom transformou a empresa de uma incipiente fabricante de chips em uma potência global, através de uma série de grandes negócios. O executivo é amplamente respeitado em Wall Street por sua perspicácia empresarial. O analista da Susquehanna, Christopher Rolland, disse que a incursão na indústria de software pode ter sido motivada pela falta de opções viáveis ​​na indústria de semicondutores e pelo aumento da fiscalização regulatória. A empresa combinada Broadcom e CA teria aproximadamente 71% de receita em semicondutores e 28% em software.

“Acreditamos que muitos investidores podem não gostar, pelo menos inicialmente, mas isso abre as portas para um novo ângulo da história e melhora ainda mais o potencial de retorno de capital da Broadcom”, disse o analista da UBS, Timothy Arcuri.


Cloud Computing
Receita na palma da mão abre vez para certificado digital em nuvem

Fisco abriu os serviços do portal e-CAC, que exigiam o certificado digital, para os dispositivos móveis. Hoje no mercado apenas três autoridades certificadoras estão autorizadas a emitirem certificados na nuvem.

Clientes acusam NegocieCoins, do Banco Bitcoin, de sumir com dinheiro das contas

Apesar de ter 200 ações correndo na Justiça, na sexta-feira, 09/08, a corretora seguia vendendo bitcoins operando um volume de R$ 3,2 milhões. Companhia diz ter sido alvo de uma tentativa de fraude, em processo de investigação pela Polícia Civil.

Com Brasil à frente, investimentos em busca de “unicórnios” são recorde na América Latina

Os investimentos de venture capital quadruplicaram, para US$ 2 bilhões, nos últimos dois anos. Valor já superado em sete meses de 2019.

Justiça não pode relativizar registro concedido pelo INPI

A 2ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que empresa de alimentos não poderia usar nome ‘Natura’, como reclamou a empresa de cosméticos. 

Passa a valer obrigação de reportar à Receita a compra e venda de criptomoedas

O Fisco relata que o mercado de moedas digitais no Brasil possui mais investidores que a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), que têm cerca de 800 mil pessoas cadastradas. Além disso, esse mercado movimentou, apenas em 2018, mais de R$ 8 bilhões no país.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G