NEGÓCIOS

Chineses aumentam disputa pelo mercado nacional de Wi-Fi

Por Roberta Prescott* ... 18/07/2018 ... Convergência Digital

Depois de atuar por meio de parceiras no Brasil desde 2015, a fabricante chinesa de equipamentos e dispositivos de rede Tenda abre oficialmente escritório no País. O time local conta, hoje, com 30 pessoas, sendo seis em suporte técnico. A empresa acredita que o Brasil é um mercado promissor, destacou Armando Mapelli, gerente-comercial da Tenda, durante coletiva de imprensa para anunciar o lançamento da companhia nesta terça-feira (17/07).

À parte do faturamento de USD 1 bilhão com volume de vendas globais em 2017 com produtos Tenda, a empresa não abre mais números de sua operação. A Tenda está presente em cem países, tanto vendendo produtos de marca própria como OEM (quando fabrica equipamentos para terceiros, colocando a marca deles).

No Brasil, a fabricante começa a operação comercializando 17 produtos de um portfolio de perto de 120 equipamentos. A venda será feita, principalmente, por meio de dez distribuidores que, por sua vez, vendem para revendas e outros canais. Questionado acerca da estratégia de vendas para empresas de internet, Mapelli não deu detalhes. Disse que, em alguns casos, as vendas podem ser diretas e reforçou a atuação por canal.

Um dos desafios da Tenda é fortalecer a marca em um mercado dominado com empresas já conhecidas como D-Link e TP-Link. “Nos próximos dois anos, queremos chegar no top 3 no Brasil”, disse Mapelli. A empresa aposta em seu time de profissionais e tem um plano de marketing e treinamento para ganhar mercado.

“Nossos profissionais vieram de outros fabricantes de roteadores e equipamentos”, disse o gerente, completando que a empresa fará grande investimento em marketing com objetivo de trabalhar a reputação da marca junto a usuários finais. Mapelli também ressaltou que a empresa está investindo no desenvolvimento do canal e no treinamento dos profissionais com objetivo de capacitação.

Uma das novidades apresentadas foi roteadores com a tecnologia Mesh, que permite a distribuição de sinal Wi-Fi de forma otimizada para áreas de grandes dimensões. A empresa está lançando roteadores da linha Nova e acredita no impacto positivo que os aparelhos terão no público brasileiro. Todos os equipamentos serão importados da China, onde a Tenda possui dois centros de desenvolvimento e mil pessoas em pesquisa e desenvolvimento.


Cloud Computing
Universidade de Nova York escolhe empresa brasileira para projeto de nuvem

Plataforma desenvolvida pela Radix garante segurança de informações confidenciais e é usada por diferentes agências norte-americanas para abrigar mais de 50 bases de dados confidenciais, em todos os níveis do governo dos Estados Unidos.

NVIDIA: Inteligência Artificial exige mais profissionais no Brasil

Inteligência Artificial é o mercado mais promissor para novos negócios, revela o gerente de desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA, Marcio Aguiar. No Brasil, a NVIDIA adota a estratégia de abrir suas APIs para o desenvolvimento e pesquisa.

Assespro Paraná será um agente de crédito para empresas de TI

Entidade poderá intermediar de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão. Empresas com faturamento entre R$ 360 mil a R$ 16 milhões podem se candidatar aos recursos.

Blockchain vira um vale de desilusão nas corporações

A advertência é feita pelo Gartner, uma vez que os gestores admitem que  boa parte dos projetos não consegue ir além da fase inicial de experimentação. A consultoria elenca sete erros cometidos pelas empresas, entre eles acreditar que exista um padrão de interoperabilidade e que a tecnologia está pronta para o uso.

Rakuten: não há lugar para todos na guerra das maquininhas

A maior concorrência entre os fornecedores beneficia lojistas e consumidores, afirma o CEO e presidente da Rakuten no Brasil, René Abe. Com a LGPD chegando, empresa recomenda a atualização imediata das plataformas para evitar, entre outros, o roubo de dados pessoais.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G