NEGÓCIOS

Chineses aumentam disputa pelo mercado nacional de Wi-Fi

Por Roberta Prescott* ... 18/07/2018 ... Convergência Digital

Depois de atuar por meio de parceiras no Brasil desde 2015, a fabricante chinesa de equipamentos e dispositivos de rede Tenda abre oficialmente escritório no País. O time local conta, hoje, com 30 pessoas, sendo seis em suporte técnico. A empresa acredita que o Brasil é um mercado promissor, destacou Armando Mapelli, gerente-comercial da Tenda, durante coletiva de imprensa para anunciar o lançamento da companhia nesta terça-feira (17/07).

À parte do faturamento de USD 1 bilhão com volume de vendas globais em 2017 com produtos Tenda, a empresa não abre mais números de sua operação. A Tenda está presente em cem países, tanto vendendo produtos de marca própria como OEM (quando fabrica equipamentos para terceiros, colocando a marca deles).

No Brasil, a fabricante começa a operação comercializando 17 produtos de um portfolio de perto de 120 equipamentos. A venda será feita, principalmente, por meio de dez distribuidores que, por sua vez, vendem para revendas e outros canais. Questionado acerca da estratégia de vendas para empresas de internet, Mapelli não deu detalhes. Disse que, em alguns casos, as vendas podem ser diretas e reforçou a atuação por canal.

Um dos desafios da Tenda é fortalecer a marca em um mercado dominado com empresas já conhecidas como D-Link e TP-Link. “Nos próximos dois anos, queremos chegar no top 3 no Brasil”, disse Mapelli. A empresa aposta em seu time de profissionais e tem um plano de marketing e treinamento para ganhar mercado.

“Nossos profissionais vieram de outros fabricantes de roteadores e equipamentos”, disse o gerente, completando que a empresa fará grande investimento em marketing com objetivo de trabalhar a reputação da marca junto a usuários finais. Mapelli também ressaltou que a empresa está investindo no desenvolvimento do canal e no treinamento dos profissionais com objetivo de capacitação.

Uma das novidades apresentadas foi roteadores com a tecnologia Mesh, que permite a distribuição de sinal Wi-Fi de forma otimizada para áreas de grandes dimensões. A empresa está lançando roteadores da linha Nova e acredita no impacto positivo que os aparelhos terão no público brasileiro. Todos os equipamentos serão importados da China, onde a Tenda possui dois centros de desenvolvimento e mil pessoas em pesquisa e desenvolvimento.


Cloud Computing
Embraer cria sistema de big data e analytics com AWS e Claranet

Companhia criou o IKON, sistema para captação, armazenamento e análise de alto volume de dados para manutenção preditiva de aeronaves da família E-Jets. Com o novo produto, a coleta automática de dados passou de 12 dias para um processo imediato, garantindo que os dados estejam prontos para serem analisados ​​5 minutos após sua geração na aeronave.

Avanço dos hackers vai fazer brasileiro comprar mais seguros

O brasileiro faz seguro de bens materiais, mas está começando a entender que é preciso também proteger seus dados devido ao avanço dos crimes cibernéticos, observa o diretor da Capgemini Marcio Gropillo. Seguradoras correm contra o tempo para se adaptarem às novas demandas.

Facebook une 27 empresas, lança moeda virtual Libra e invade espaço dos bancos

Rede social pretende lançar a moeda no primeiro semestre de 2020. Microsoft, Uber e Vodafone estão na iniciativa.

Pegasystems chega ao Brasil para brigar pelo mercado de CRM e IA

Norte-americana, que atuava por meio de parceiros, abriu operação local e tem como objetivo rivalizar com Salesforce, IBM e Oracle. Empresa também quer atuar com prestadores de serviços de TI.

BRQ: desafio é pensar o negócio de forma diferente para entender a dor do cliente

O CEO e fundador da prestadora de serviços de TI, Benjamin Quadros, diz que a maneira de fazer software mudou muito nos últimos 20 anos e segue mudando por conta da disrupção digital. Mas adverte para a falta de bons profissionais.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G