SEGURANÇA

Fabricantes tornam Internet das Coisas um ambiente sem segurança

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, de Foz do Iguaçu ... 06/08/2018 ... Convergência Digital

O ambiente de Internet das Coisas não é seguro do ponto de vista de segurança da Informação, adverte o especialista na área e sócio da KPMG, Paulo Pagliusi, que participou do My Inova Summit, realizado nos dias 02 e 03 de agosto, em Foz do Iguaçu, com organização da Assespro Paraná.

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Pagliusi responsabiliza os fabricantes por essa insegurança. "Eles não se falam e não têm um ponto de equilíbrio em relação à Segurança da Informação", diz. O especialista acrescenta que é crucial que novas padronizações sejam aprovadas para permitir uma gestão e uma governança efetiva para o ambiente de Internet das Coisas. "O compliance é absolutamente necessário para assegurar o bom resultado da IoT".

Sobre o papel do Brasil, Pagliusi afirma que 'depende de nós' ter um lugar de destaque na revolução 4.0. "Basta fazermos a lição de casa. Ou seja: unirmos os nossos talentos jovens aos talentos da maturidade. A soma dos dois fará a inovação dar certo". Assistam a entrevista com Paulo Pagliusi.


NEC - Conteúdo Patrocinado - Convergência Digital
Multibiometria: saiba como ela pode cuidar da sua segurança digital

Plataforma Super Resolution, que integra espaços físicos e digitais, será apresentada pela primeira vez no Brasil no Futurecom 2018. Um dos usuários da solução é o OCBC Bank, de Cingapura. A plataforma permite o reconhecimento instantâneo das pessoas à medida que se aproximem da agência.

Clonagem do WhatsApp já atingiu 8,5 milhões de brasileiros

Segundo pesquisa realizada pela PSafe, essa modalidade de golpe faz 23 novas vítimas todos os dias no Brasil. Quase 30% dos entrevistados colocaram o vazamento das conversas como o principal prejuízo da clonagem.

Custo médio de uma violação de dados é de R$ 5,4 milhões no Brasil

Empresas brasileiras levam em, média, 250 dias para identificar a violação dos dados. De acordo com o diretor de Cibersecurity da IBM, João Rocha, as organizações enfrentaram a perda ou o roubo de mais de 11,7 bilhões de registros nos últimos três anos. Ataques maliciosos custam mais do que as violações por falhas humanas.

Em maio, Brasil teve mais de 140 milhões de ameaças disseminadas por e-mail

País fica no top 3 do ranking mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos e a China, revela estudo feito pela Trend Micro.

Duas em cada três empresas querem Inteligência Artificial para evitar ataques hackers

Quase 70% das corporações admitem que não serão capazes de responder aos ataques cibernéticos sem o uso da IA. O levantamento global da Capgemini revela ainda que uma em cada cinco empresas admitem o impacto dos hackers e um prejuízo significativo nos negócios.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G