GOVERNO » Legislação

Brasil não pode ser um mero importador de Tecnologia em Internet das Coisas

Ana Paula Lobo e Pedro Costa, de Foz do Iguaçu ... 08/08/2018 ... Convergência Digital

O Brasil precisa transformar o Plano Nacional de Internet das Coisas em uma política de Estado para não ser um mero importador de tecnologia, adverte o gerente de Marketing de Produto do CPqD, Maurício Casotti. Segundo ele, a indústria nacional precisa, e rápido, entender o modelo de negócio para se inserir no ecossistema global.

"Temos que ser muito ágeis. Não pode a indústria nacional deixar passar essa onda. Os players globais estão trazendo suas soluções, mas elas não se adequam à nossa realidade" acrescentou. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, durante o My Inova Summit, realizado nos dias 02 e 03 de agosto, em Foz do Iguaçu, Cassoti, que ministrou uma palestra sobre o impacto da Internet das Coisas, disse que prefere chamar Internet das Coisas de Integração das Coisas.

"O ecossistema tem de ser fortalecido, mas boa parte da indústria não sabe trabalhar em coopetição, ou seja, com competição e colaboração, para viabilizar o fomento das aplicações", observou. O CPqD aposta no open source, especialmente, na plataforma Dojot. "Não basta o CPqD fazer sozinho, ou uma indústria sozinha. Tem que ser todo mundo junto. Digo sempre: Internet das Coisas é tão grande que há espaço para todo mundo". assistam a entrevista com Maurício Casotti.


eSocial: deixar para novembro pode ser um erro fatal das empresas do Simples Nacional

Em entrevista ao Convergência Digital, o coordenador do eSocial, José Maia, advertiu: "Não deixem para a última hora. Aproveitem a transição".

Órgãos públicos do Executivo estão proibidos de exigir CPF e CNPJ

Medida impõe o compartilhamento de dados sem nenhuma regra de cuidado com as informações. Portaria proíbe a exigência ainda de certidões de débitos tributários e dívida ativa e certidão de quitação eleitoral.

Serpro repudia acusação de venda de dados pessoais

Estatal diz nunca ter repassado conteúdo ao site 'Consulta Pública', 'congelado' por uma ação do MPF do Distrito Federal. Sustenta ainda que não vende 'secretamente' dados de pessoas naturais ou jurídicas.

Apps de e-gov não pedem consentimento e coletam mais dados do que precisam

Segundo estudo do InternetLab com aplicativos federais e de São Paulo, nenhum dos aplicativos pede consentimento expresso e metade não possui qualquer política de privacidade.

Anac autoriza Secretaria de Patrimônio da União usar drones para fiscalização

Licitação para a compra de equipamentos pelo governo deverá acontecer a partir do final de maio. Drones vão ser usados para fiscalizar uso irregular de áreas de praia, margens de rios, terrenos de marinha e espelhos d'água, dentre outros bens públicos de propriedade da União.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G