GOVERNO

Brasil e o uso da Tecnologia no olhar dos presidenciáveis

Convergência Digital* ... 24/08/2018 ... Convergência Digital

Candidatos à presidência da república debateram temas ligados à tecnologia, como o fomento à inovação e à transformação digital e o fortalecimento do ambiente econômico para as empresas ficarem menos suscetíveis as incertezas jurídicas, no evento Brasil 2022, realizado pela ABES, no dia 20/08, em São Paulo.

De acordo com a ABES, todos os candidatos foram convidados para expor as ideias no evento, mas compareceram ao evento os candidatos - aqui nomeados pela ordem de apresentação - José Maria Eymael, do DC, Henrique Meirelles, do MDB, João Amoedo, do Novo e Kátia Abreu, candidata à vice-presidência na chapa de Ciro Gomes, do PDT. Neste link, acesse o estudo Brasil 2022.  Acompanhe as participações destes candidatos no evento Brasil 2022.

EYMAEL: Transformação Digital é o caminho do desenvolvimento

Candidato pelo partido Democracia Cristã (DC), José Maria Eymael, ao participar do evento Brasil 2022, organizado pela ABES, na segunda-feira, 20/08, disse que o próximo presidente da República tem de ter obsessão pelo desenvolvimento para que o Brasil seja uma potência respeitada pelo mundo.

JOÃO AMOEDO: Governo digital exige segurança jurídica

Pelo NOVO, o candidato João Amoedo usou a história do partido para falar sobre os benefícios da tecnologia para fomentar as startups. "Procuramos usar a tecnologia e a inovação das mídias sociais na estruturação do partido. Este é o mecanismo da inovação", disse. O candidato defendeu a liberdade econômica e afirmou que propostas de alguns candidatos que falam em revogar a Reforma Trabalhista trazem insegurança jurídica. "Para atrair investimentos temos de ter segurança jurídica e tornar o governo digital. Copiar o que funciona bem no mundo, como Israel que investe 4,5% do PIB em pesquisa e desenvolvimento", apontou. 

HENRIQUE MEIRELLES: Transformação Digital exige medidas específicas Henrique Meirelles, candidato pelo MDB, ressaltou que a estabilidade econômica é absolutamente crucial para investir em inovação. Ele criticou o longo tempo que se demora para abrir empresas e pagar impostos no Brasil e apontou que a tecnologia e a digitalização ajudariam na redução deste período. "Há condições de avançar no uso da tecnologia, no processo de desburocratização, uma palavra desgastada no Brasil, mas com iniciativas concretas digital, para diminuir o tempo em 80%, o que viabiliza de fato o surgimento de companhias novas e startups", ressaltou.

KATIA ABREU: Conectividade é obrigatória nas escolas A tecnologia precisa estar presente desde o início da vida escolar para se transformar em algo cotidiano, natural, pois não há desenvolvimento efetivo sem ela, frisou a candidata à vice-presidência da República na chapa de Ciro Gomes, no PDT. De acordo com Kátia Abreu, o projeto de Ciro Gomes está calcado em um país de base tecnológica e de conhecimento. Ela reforçou ainda que nenhum País de primeiro mundo cresceu sem o uso da Tecnologia.


Veja edição 12 da Revista Abranet - Assossiação Brasileira de Internet REVISTA ABRANET . 12
Especial 20 Anos de Internet no Brasil


Há 20 anos os provedores de Internet escrevem suas histórias no País. A trajetória não foi nada fácil. Houve decisões políticas e econômicas significativas. Infraestrutura, modelo de negócios e fidelização de clientes foram relevantes no passado e continuam sendo no presente. Ao longo de duas décadas, os ISPs tiveram de se reinventar diversas vezes para não deixar de existir.

Clique aqui para ver outras edições

MP entra com pedido para TCU fiscalizar terceirizações no Governo Federal

Subprocurador-geral, Lucas Rocha Furtado, diz que as terceirizações são uma forma de driblar a obrigatoriedade de concurso público, previsto na Constituição. Também alega que as terceirizações estão sendo feitas para 'satisfação de interesses pessoais', mediante direcionamento na indicação de profissionais.

MCTIC vai cruzar dados com a Receita em novo formulário da Lei do Bem

Segundo a diretoria de apoio à inovação da pasta, foco do novo FORMP&D é a segurança. “Ideia é assegurar que quem está prestando os registros são os representantes dessas empresas”, diz a diretora Adriana Martin.

Serpro e Dataprev unificam mais de 22 milhões de contas de brasileiros

Usuários, agora, terão um único login para acessar a plataforma gov.br e as mais de 80 soluções disponíveis de governo digital, entre elas, INSS e ComprasNet. Acesso ao portal poderá ser feito por CPF, senha e certificado digital A3, que serve para pessoas físicas e jurídicas.

Operações com criptomoedas terão que ser informadas à Receita

Nova instrução normativa da Receita exige informações quando as operações com ‘criptoativos’ ultrapassarem os R$ 30 mil mensais. No valor  de mercado desta terça-feira, 07/05, um bitcoin vale US$ 5.940,00, ou R$ 23.760. Ou seja, brasileiro com 2 bitcoins terá de prestar contas com o Fisco.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G