INOVAÇÃO

Empresa de meio de pagamento autentica transação sem a intervenção do cliente

Da redação ... 10/09/2018 ... Convergência Digital

O Brasil já está usando a solução 3D Secure (3DS) 2.0, que será diretamente disponibilizada para seus clientes e como oferta independente para estabelecimentos comerciais que precisam de uma solução de autenticação de última geração. O lançamento global aconteceu na semana passada e é baseada nos protocolos 3DS 2.0 da EMVCo, e auxilia os estabelecimentos comerciais a reduzir riscos e proteger seus clientes contra fraudes de pagamentos, com uma melhor experiência para os consumidores. Ela também corrige pontos de deficiência do 3DS 1.0, melhorando a experiência de pagamentos para os clientes, ao permitir um fluxo de pagamentos contínuo, sem barreiras, especialmente no celular.

O 3DS 2.0 da Adyen é a primeira solução disponível capaz de autenticar uma transação de forma imperceptível e sem a intervenção do cliente. Isso cria uma experiência de pagamentos contínua e fluida, diminuindo o abandono de carrinhos e aumentando as taxas de conversão. Isso é possível por meio do SDK, certificado da Adyen, combinado com APIs de compartilhamento de dados, que permitem a análise de mais de 100 pontos de informação diferentes compartilhados entre bancos emissores e dados da rede global de pagamentos da Adyen.

Ele também cria uma experiência aprimorada do cliente para transações que demandam autenticação - que pode ser realizada nas modalidades de "dois fatores" com o envio de um código de autenticação via sms, por exemplo, ou tambem por dados biométricos, como reconhecimento de impressões digitais, reconhecimento de voz e facial. A solução da Adyen pode ser implementada facilmente em dispositivos móveis, algo que as interações anteriores do 3D Secure 1.0 não conseguiam alcançar.

A solução 3DS 2.0 da Adyen determina automaticamente os requisitos de conformidade para cada transação. Isso garante que os comerciantes não precisem acompanhar requisitos regulatórios complexos e permite que os comerciantes globais aceitem transações originárias de qualquer lugar do mundo.

A novidade já é aplicável para o mercado brasileiro, cujas regras de bandeira preveem autenticação em transações online. "Essa autenticação era conhecida por travar o processo de compra e afastar consumidores, porém com a fluidez e a facilidade permitidas pelo 3DS 2.0, que permite a autenticação ser realizada no background ou de forma mais fluida, esse cenário tende a mudar", afirma Jean Christian Mies, Presidente da Adyen para a América Latina.

"Intensificar o bloqueio de transações suspeitas para diminuir o chargeback não é uma tarefa simples e pode impactar as vendas do estabelecimento comercial. Os consumidores legítimos podem se sentir incomodados por longos e complexos processos de autenticação. Por isso, investimos em uma solução que descomplica a autenticação para tornar o processo de compra imperceptível e ao mesmo tempo bloquear as fraudes para os varejistas, aumentando suas taxas de autorização", conclui Mies.


Cloud Computing
IA Carol, da TOTVS, liderou força-tarefa por soluções no combate à Covid-19

A ferramenta de inteligência artificial  da empresa de ERP foi usada para desenvolver soluções emergenciais como registro de ponto remoto e de entrega de alimentação pelos apps, conta o VP da companhia, Marcelo Eduardo Cosentino. Sobre a LGPD, o executivo diz que a tarefa mais complexa é mudar o tratamento do dado nas companhias.


Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G