Home - Convergência Digital

4G: Belo Horizonte tem melhor cobertura, Porto Alegre maior velocidade

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 12/09/2018

A britânica OpenSignal divulgou nesta quarta, 12/9, um novo estudo sobre a qualidade do 4G no Brasil. E a partir da medição em smartphones fez um mapa do serviço nas 14 maiores cidades do país. Entre as descobertas, Belo Horizonte aparece como a metrópole com maior disponibilidade do sinal de LTE, enquanto Porto Alegre figura com a maior velocidade de download.

A primeira boa nova é que nas maiores cidades do país a disponibilidade do 4G é superior à média nacional. A metrópole que se saiu pior nesse ranking foi o Rio de Janeiro, onde o LTE está disponível 73% do tempo, enquanto a média nacional é de 66%. O destaque foi para a capital mineira. Em Belo Horizonte, quem já usa 4G consegue sinal em 81,1% do tempo.

Em seguida aparecem Goiânia (79,5% do tempo), Salvador (79%), Manaus (78,4%), Brasília (77,8%), Recife (77,7%), São Paulo (77,3%), Belém (77,3%), Fortaleza (77,1%), Guarulhos (75,9%), Campinas (75,1%), Curitiba (74,7%), Porto Alegre (73,6%) e o já mencionado Rio de Janeiro (73,1%).

A OpenSignal acredita que o desempenho deve ficar melhor no futuro próximo, lembrando que especialmente no Rio e em São Paulo só este ano está liberado o uso da faixa de 700 MHz para o 4G, que não só garante maior abrangência dos sinais como é uma frequência mais eficiente para penetrar em edificações. “Devemos registrar crescimento na disponibilidade de 4G em nossas medições nos próximos meses”, diz a consultoria britânica.

As medições de performance mostram um panorama distinto. Enquanto Porto Alegre está no fim do ranking de disponibilidade, a capital gaúcha registrou a maior velocidade média de download, 25,2 Mbps. É seguida por Brasília (21,9 Mbps), Curitiba (21,2 Mbps), Campinas (21 Mbps), Rio de Janeiro (20,6 Mbps), Belo Horizonte (19,4 Mbps), São Paulo (18,6 Mbps), Salvador (18,2 Mbps), Goiânia (17,9 Mbps), Guarulhos (17 Mbps), Recife (16,5 Mbps), Fortaleza (15 Mbps), Belém (14,2 Mbps) e Manaus (13 Mbps).

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

15/02/2019
Teles ativaram um 4G por segundo em 2018

08/02/2019
Brasil termina 2018 com 4G em 56,6% dos celulares

04/02/2019
TIM amplia oferta de banda larga fixa por 4G em São Paulo

16/01/2019
TIM amplia 4G na faixa de 700 Mhz em São Paulo

16/01/2019
Latência alta é o calcanhar de aquiles do 4G no Brasil

14/01/2019
Cobertura 4G: Vivo e Claro aceleram para encostar na TIM

11/01/2019
4G está em 55% dos celulares ativos

10/01/2019
Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

18/12/2018
Oi encerra 2018 com 25 cidades cobertas pelo serviço 4,5G

18/12/2018
TIM fecha novembro com 3218 cidades com 4G

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site