GOVERNO

BNDES volta a financiar software e serviços de TI com BNDES 10

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 24/09/2018 ... Convergência Digital

Durante o Rio Info 2018, que acontece nesta segunda-feira, 24/09, no Rio de Janeiro, o diretor do departamento de TICs do BNDES, Ricardo Rivera, adiantou a recriação do programa ProSoft para o setor de TICs. Com nova roupagem e rebatizado de BNDES 10, a iniciativa está prevista para ser lançada até o final deste ano. O Prosoft, financiou a compra de software e serviços no Brasil e funcionou por 20 anos até ser suspenso em 2016 pela instituição.

Aos empresários de TICs, Rivera sinalizou que o BNDES 10 voltará a conceder crédito para as empresas com faturamento entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões. Promete ainda que a iniciativa será rápida. "Até então os projetos levavam até nove meses para a aprovação, uma vez que o modelo usado para conceder R$ 5 bilhões para uma grande empresa era adotado para as pequenas e médias empresas. Agora a ideia é fechar o ciclo em até três meses numa primeira etapa e até reduzir esse prazo com o uso de tecnologia", contou o executivo do BNDES. 

Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, Ricardo Rivera diz que o BNDES decidiu retomar o financiamento porque os bancos tradicionais têm uma política não adequada para quem trabalha com a economia do conhecimento. "O BNDES 10 é para educação, para TICs, para saúde. São segmentos que têm grande dificuldade de obter crédito tradicional". Assistam a entrevista com o diretor de TICs do BNDES, Ricardo Rivera.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.

Ex-VP de TI da Vivo assume comando da Dataprev

Christiane Edington, que ficou oito anos à frente da área de tecnologia da operadora, tomou posse na quinta, 28/2, durante reunião do conselho de administração da estatal.

Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

“Queremos implantar parcerias e empreender novos ritmos, com metas atingíveis e consolidar o nome da Telebra”, afirmou o novo presidente da estatal, Waldemar Ortunho Junior, em primeiro encontro com funcionários. Ministro Marcos Pontes participou da reunião.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G