Convergência Digital - Home

Chips com Inteligência Artificial são aposta da Huawei para negócios na nuvem

Convergência Digital
Por Luis Osvaldo Grossmann, de Xangai, China - 10/10/2018

A fabricante chinesa Huawei anunciou nesta quarta, 10/10, em seu evento global Huawei Conect 2018, voltado para analistas e parceiros tecnológicos, que acontece em Xangai, na China, o lançamento de dois novos chips especialmente voltados para o mercado de computação em nuvem. No evento, a Huawei também reforçou que já é a segunda maior fabricante de celulares do planeta.

O principal mote é a incorporação de inteligência artificial nesses novos chips (Ascend 910 e 310), a exemplo dos processadores que já tinha anunciado para smartphones, o primeiro ainda em 2017 (Kirin 970), o segundo em agosto deste 2018 (Kirin 980). E assim como mirou em concorrentes como Qualcomm e Intel, a empresa aposta que maior desempenho e menor consumo de energia ajudarão a morder fatias maiores do mercado de nuvem.

“Se quisermos liderar, temos que adotar uma mentalidade de Inteligência Artificial e usar seus conceitos e tecnologias. Não fiz a conta específica para o potencial ganho com IA, mas ela melhora todas as soluções e produtos. Por exemplo, este ano devemos vender 200 milhões de smartphones”, , afirmou o presidente da Huawei, Eric Xu.

Como insistiu ao responder a jornalistas durante o Huawei Connect 2018, o presidente da empresa defendeu a incorporação da inteligência artificial em toda a linha de produtos com um caminho natural para a gigante chinesa. “A IA traz novas oportunidades nos servidores, no mobile, etc, fortalecendo e fazendo todas as nossas soluções orientadas para futuro".

O executivo avisou que a Huawei não vai por os chips à disposição do mercado – ou seja, eles só serão acessíveis por meio dos produtos. “Os chips não serão vendidos a terceiros, mas parte de acordos para servidores de nuvem”, disse Xu, negando rumores de que haveria um acordo envolvendo a compra de chips pela Microsoft, mas indicando que há tratativas para módulos e servidores. Só que qualquer tipo de acordo deveráser anunciado em fevereiro de 2019.

*Luis Osvaldo Grossmann viajou a Xangai a convite da Huawei Brasil


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

Unimed Porto Alegre recupera 130tb de dados em três dias

Empresa criou uma força-tarefa para recuperar informações críticas ao negócio e iniciou a renovação do seu data center com a adoção do IBM Power, revela o gerente de TI da Unimed Porto Alegre, Antonio Fonini. A inteligência artificial também está sendo usada para combater as fraudes.

Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

Com 60 anos de história, a Via Varejo opera as marcas Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Bartira. Exatamente por essa cultura tradicional e pela complexidade de sua estrutura, qualquer grande mudança é uma tarefa bastante difícil.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site