Convergência Digital - Home

Mercado brasileiro surpreende e vai às compras em infraestrutura de TI

Convergência Digital
Convergência Digital* - 11/10/2018

Os setores ligados à infraestrutura de TI - Servidores, Armazenamento e Networking, combinados, movimentaram US$ 393,62 milhões no segundo trimestre de 2018, o que representa um crescimento de 41% em comparação com o registrado no mesmo período em 2017. Para o ano de 2018, a previsão é que as vendas cheguem a US$ 1,376 bilhão, 8% a mais do que os US$ 1,271 bilhão registrados em 2017, aponta a IDC Brasil.

“Em geral, o último trimestre costuma ser o mais forte do ano, mas o segundo trimestre foi excelente e deve ser o melhor de 2018. Empresas dos setores de manufatura, comércio e finanças que estavam com infraestrutura muito defasada investiram na renovação de sua base instalada neste período, adiantando seus negócios diante de um quadro muito incerto no segundo semestre, com eleições e oscilação do dólar”, afirma Luis Altamirano, analista de pesquisas da IDC Brasil.

Os resultados voltaram a ser positivos depois de uma série de anos difíceis, com quedas sucessivas e significativas nas vendas desde 2015 por conta de fatores como crise econômica, cenário político conturbado e impacto de novas tecnologias, como cloud. No ano passado, a receita combinada de infraestrutura foi de US$ 1,271 bilhão, 10% menor do que em 2016 (-15% em Servidores, -4% em Armazenamento e -10% em Networking). Para este ano, a previsão é de crescimento de 8%, graças aos investimentos represados nos últimos anos e bastante concentrados no primeiro semestre do ano.

Ao analisar os números do segundo trimestre, o maior crescimento foi no setor de Servidores x86, cujas vendas foram 66% maiores do que no 2º trimestre de 2017, com uma receita de US$ 147,62 milhões – o destaque foram máquinas rack para datacenters, e, na camada do ecossistema de canais, equipamentos torre destinados para pequenas e médias empresas. Dispositivos de armazenamento externo tiveram um crescimento de 34%, movimentando US$ 82,58 milhões, com equipamentos de médio porte ganhando mercado em relação ao segmento high-end. Já o setor de networking, que engloba roteadores, switches e Wi-Fi, cresceu 26%, atingindo uma receita de US$ 162 milhões.

Os roteadores dominaram as vendas, com switches também contribuindo para os bons resultados. “Com a chegada de novas tecnologias, como 4.5G, 5G e SD-WAN, as operadoras estão voltando a investir e isso embala o setor de networking, que deve fechar o ano com um crescimento de 4% e manter esse ritmo em 2019. A demanda pelo aumento de pontos de acesso Wi-Fi em setores como o de educação também deve impulsionar o segmento, com uma projeção de crescimento de 6% no próximo ano”, comenta Altamirano. As perspectivas para 2019 são de estabilidade para o mercado de infraestrutura, com queda nas vendas de servidores compensada pelo crescimento em armazenamento e networking.


PowerEdge MX - Conteúdo Patrocinado Dell EMC - Convergência Digital
Dell: fornecedor tem o papel de habilitar a transformação digital

A nova linha de servidores precisa ser a base do equilíbrio entre as aplicações do futuro e o legado das empresas para assegurar escala e preservar o investimento, observa o vice-Presidente Sênior e Gerente Geral da Dell EMC Brasil, Luis Gonçalves.


Destaques
Destaques

Via Varejo elege containers para integrar operações online e física

Com 60 anos de história, a Via Varejo opera as marcas Casas Bahia, Ponto Frio, Extra.com e Bartira. Exatamente por essa cultura tradicional e pela complexidade de sua estrutura, qualquer grande mudança é uma tarefa bastante difícil.

Banco Votorantim faz jornada digital com containers e open source

Em busca de mais agilidade e qualidade nas suas entregas, a instituição financeira envolveu mais de 20 profissionais na mudança de arquitetura de tecnologia da informação.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Data Centers: agora é hora de ver acontecer

Por Gilberto Gonzaga*

O que recentemente era apenas uma tendência já pode ser observado na prática. A expectativa, agora, é que esses movimentos se consolidem cada vez mais e nos levem a uma nova era de conectividade, da qual a América Latina não ficará de fora.

Dados são os dividendos dos tempos atuais

Por Wilson Grava*

Cada vez mais, precisamos ser capazes de analisar e reagir rapidamente aos dados criados. Os últimos dois anos foram responsáveis pela geração de 90% dos dados existentes no mundo.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site