Home - Convergência Digital

Teles vão ganhar dinheiro com coisas conectadas como provedores de serviços

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 25/10/2018

Como monetizar as coisas conectadas têm sido a grande pergunta do ecossistema de Internet das Coisas. Especialmente nas operadoras de telecomunicações. E ganhar dinheiro com IoT acontecerá com serviços que facilitem ainda mais o dia a dia das pessoas, observa Paulo Zambroni, da Ericsson Brasil. No Futurecom 2018, realizado de 15 a 18 de outubro, em São Paulo, a fabricante apresentou um case: bicicletas conectadas a um sistema de monitoramento e de gestão de recursos.

"O modelo permite que uma pessoa usando a bicicleta possa parar num café e pagar pelo sensor. Esse modelo faz com que a tele deixe de ser um canal de tecnologia e se torne um provedor de serviços dentro de um novo ecossistema", frisa o especialista. A fabricante estima que, em 2023, serão mais de 20 bilhões de objetos conectados a partir do serviço comercial do 5G.  Assistam a entrevista com Paulo Zambroni, da Ericsson.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

19/12/2018
Perícia digital: Disputa judicial exige mais prazo de armazenamento de dados

13/12/2018
Brasileiro precisa entender que os dados valem muito dinheiro

13/12/2018
Economia da cultura deve ser prioridade para o Brasil

12/12/2018
Autoridade de Dados tem de ser independente, técnica e sem controle do Estado

11/12/2018
Lei do SeAC morreu e gera assimetrias regulatórias absurdas

11/12/2018
Inteligência Artificial: abrir a caixa preta dos algoritmos é necessário

11/12/2018
Regulamentação de IA passa pela lógica econômica e pela ética

11/12/2018
Transparência é o melhor feito de uma boa lei de proteção de dados

09/12/2018
"O mundo precisa comprar a ideia do 5G nas áreas remotas"

09/12/2018
5G tem vários desafios a serem enfrentados pelo Brasil

Destaques
Destaques

IDC: Empresas brasileiras fazem mais do que falam sobre Internet das Coisas

A indefinição regulatória pesa, assim como a tributária, mas muitas corporações estão colocando os seus projetos na rua, diz Pietro Delai, gerente de consultoria e pesquisa da consultoria. No Brasil, negócios de IoT devem movimentar US$ 9 bilhões em 2019, ou R$ 30 bilhões.

Projeto de inovação usa 4G em 450 Mhz para Internet das Coisas

Seis startups foram selecionadas para iniciativa Agro IoT Lab 2018, voltada para a transformação digital do agronegócio, da Vivo, Raízen e Ericsson.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site