INCLUSÃO DIGITAL

Telebras considera preços defendidos pelo TCU como 'sugestão', não como 'obrigação'

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/11/2018 ... Convergência Digital

A Telebras comemorou a decisão do Tribunal de Contas da União, que entendeu legal o acordo firmado com a Viasat. Mas considera que o acórdão aprovado na quarta, 31/10, serve como sugestões e que não necessariamente os valores terão que refletir os preços defendidos pelo TCU.

O TCU indicou alguns pontos. Vamos mostrar ao TCU o que é viável, o que não é viável e até que pontos poderemos chegar. É simples. É só calcular o VPL [Valor Presente Líquido], a TIR [Taxa Interna de Retorno] e mostrar onde vamos chegar, quanto de um, quanto de outro. Tudo depende de demonstrar o equilíbrio econômico financeiro”, afirmou o presidente da estatal, Jarbas Valente, que nesta quinta, 1o/11, participou da comemoração dos 21 da Anatel, onde já atuou.

Em nota divulgada também nesta quinta, “a Telebras considera o resultado uma vitória para a empresa e para a sociedade brasileira. Apesar dos enormes prejuízos econômicos e sociais acumulados nos últimos sete meses, a estatal reafirma o compromisso de levar internet a preços acessíveis e de alta qualidade, por meio de políticas públicas e do programa Internet para Todos, a escolas, postos de saúde e localidades”.

O TCU quer que os termos do acordo com a Viasat sejam mais equilibrados, pois entende que o ganho da empresa americana até 2022, de R$ 310 milhões, é muito superior ao da Telebras, de R$ 202 milhões. A Corte de Contas quer que a Viasat aumente a parcela da receita com a venda dos serviços que se comprometeu a repassar à estatal, por enquanto entre 19,5% e 21%. E ainda uma redução no valor mensal das VSats instaladas, de R$ 160 para R$ 107.

Para o presidente da Telebras, o valor é uma referência, não uma determinação específica de quanto deve ficar o preço mensal de cada antena. “O TCU não mandou cair para R$ 107. Disse que temos que estudar o assunto. Se tivesse determinado, não era nem o caso de discutir”, insistiu Valente.


Infovias compartilhadas são estratégicas para ampliar a banda larga

Governo costura uma agenda de ações para massificar o acesso à conectividade no Brasil, entre elas está a revisão do fomento para as cidades inteligentes, revela o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. Política governamental será debatida no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília.

Embratel instala 15 mil novos hotspots gratuitos de Wi-Fi em Pernambuco

Operadora explica que serão 12500 pontos Wi-Fi instalados em órgãos do governo do Estado e aproximadmente 3000 direcionados para praças e locais públicos. Iniciativa faz parte do programa Pernambuco Conectado, que tem investimentos previstos de R$ 180 milhões.

Para Cade, não houve abuso das teles em questionar contrato da Telebras

Estatal acusou Sindisat, Sinditelebrasil e a amazonense Via Direta de ligitância de má-fé nas disputas judiciais pelo uso do satélite nacional. Para órgão antitruste, aões não eram infundadas.

Anatel empurra para abril decisão sobre uso das sobras da TV Digital

Grupo com teles, TVs, governo e agência tem até aqui três propostas distintas de como aplicar os estimados R$ 877 milhões.

Renegociação dobra fatia da Telebras em acordo com Viasat

“Aparentemente a negociação foi conseguida e vamos analisar a proposta em pouquíssimo tempo. Temos toda a pressa para permitir que o satélite seja eficaz”, afirma o ministro do TCU, Benjamin Zymler.

Viasat alega que TCU já atestou legalidade do contrato com Telebras

Para empresa americana, agravo contra o acordo movido pela Procuradoria Geral da República é baseado em mal entendidos.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G