GOVERNO » Política Industrial

Governo regulamenta fundo de investimento para uso de recursos da Lei de Informática

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/11/2018 ... Convergência Digital

O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações publicou nesta quarta, 14/11, a regulamentação para uso dos recursos incentivados pela Lei de Informática em Fundos de Investimento em Participações, que poderão ser usados para aportes em empresas iniciantes. As projeções são de que dos R$ 1,5 bilhão movimentados anualmente com o benefício, 54% poderão ser aplicados nos FIP.

As empresas que se valem dos incentivos da Lei de Informática devem aplicar 5% do faturamento anual em pesquisa e desenvolvimento. Uma das alterções na Lei 8.248/91 aprovada neste 2018 prevê que desse percentual, 2,7% poderão ser aportados “sob a forma de aplicação em fundos de investimentos ou outros instrumentos autorizados pela CVM que se destinem à capitalização de empresas de base tecnológica e sob a forma de aplicação em programa governamental que se destine ao apoio a empresas de base tecnológica”.

Para fazer esse investimento, a Portaria 5.894/18 exige que os FIP estejam constituídas na CVM, tenham menos de seis anos e sejam dedicados exclusivamente à capitalização de empresas de base tecnológica, não sendo permitida a negociação das cotas em mercado secundário.

As regras determinam, ainda, que o investimento não poderá ser realizado em companhias ou sociedades controladas, direta ou indiretamente, por sociedade ou grupo de sociedades que apresente ativo total superior a R$ 80 milhões receita bruta anual superior a R$ 100 milhões.

A regulamentação permite que na conta sejam descontados os valores incorridos a título de encargos do FIP, mas manteve a restrição de que a empresa beneficiária não poderá possuir mais de 35% do total de cotas subscritas com recursos incentivados pela Lei de Informática.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.

Dataprev registra aumento de 10% no lucro e alcança R$ 151 milhões em 2018

Segundo relatório da administração, receitas cresceram 2,9%, enquanto os custos subiram 2%. Investimentos chegaram a R$ 182 milhões. Maior parte dos recursos foi gasto em segurança da Informação e nas licenças Oracle. Governo deve quase R$ 400 mil reais à estatal.

Ex-VP de TI da Vivo assume comando da Dataprev

Christiane Edington, que ficou oito anos à frente da área de tecnologia da operadora, tomou posse na quinta, 28/2, durante reunião do conselho de administração da estatal.

Telebras vai agir para ser lucrativa e não ser vendida no Governo Bolsonaro

“Queremos implantar parcerias e empreender novos ritmos, com metas atingíveis e consolidar o nome da Telebra”, afirmou o novo presidente da estatal, Waldemar Ortunho Junior, em primeiro encontro com funcionários. Ministro Marcos Pontes participou da reunião.

Servidores da Dataprev fazem abaixo-assinado contra privatização

Documento digital defende que estatal dá lucro há mais de uma década e controla dados previdenciários de 35 milhões de brasileiros.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G