TELECOM

TV paga: ou muda ou fica pequena no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 30/11/2018 ... Convergência Digital

A TV por assinatura terá de mudar o seu modelo ou vai morrer no Brasil. Em pouco mais de três anos, o serviço já perdeu mais de 3 milhões de assinantes.
De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgados nesta sexta-feira, 30/11, o Brasil registrou 17.701.082 contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de outubro de 2018, redução de 418.241 assinaturas (-2,31%) nos últimos 12 meses. Em relação ao mês anterior, a diminuição foi de 102.999 assinaturas (-0,58%). Em 2014, no auge do serviço, havia quase 20 milhões de assinantes.

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17.193.565 contratos ativos (97,13% do mercado) em outubro de 2018. São eles: a Claro/NET com 8.760.789 assinaturas (49,49%), a Sky, com 5.242.368 (29,62%), a Oi com 1.599.090 (9,03%) e a Vivo com 1.591.318 (8,99%). Dessas, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 123.575 contratos (+8,38%) nos últimos 12 meses. A Claro/NET registrou diminuição de 427.283 (-4,65%), a Vivo menos 18.001 contratos (-1,12%) e a Sky menos 8.939 (-0,17%).

Os três estados que apresentaram maior crescimento percentual de TV paga nos últimos 12 meses foram Maranhão, mais 19.024 (+10,91%), Amazonas, mais 16.313 (+5,60%), e Pará, mais 14.575 (+4,73%). Os maiores mercados continuam sendo São Paulo, com 6.563.789 contratos ativos no mês de outubro de 2018 (37,08% do total), Rio de Janeiro, com 2.388.760 (13,49%), e Minas Gerais, com 1.560.824 (8,82%).

Os números da TV por Assinatura estão disponíveis no Portal da Anatel. A Agência informa que a prestadora Brisanet teve o registro de junho de 2018 repetido para o mês de outubro de 2018 por não encaminhar os números do serviço há quatro meses.

*Com dados da Anatel

 


Internet Móvel 3G 4G
Leilão 5G na Alemanha já supera 6 bilhões de euros

Licitação, que está na 10ª semana, superou todas as expectativas de arrecadação, mas provoca dúvidas sobre a capacidade financeira dos vencedores para investir na construção das redes.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Telefônica: gap digital é enorme no Brasil

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, o presidente da Telefônica/Vivo, Christian Gebara, disse que  a empresa manterá os investimentos no Brasil, mas advertiu que é urgente criar um ambiente mais favorável aos investimentos. Gebara lembrou que 87% dos municípios brasileiros não contam com conexões acima de 34Mbps disponíveis.

Presidente do Senado quer votar marco de telecom até junho

"Estamos buscando o entendimento para ainda neste semestre resolvermos essa matéria e entregarmos ao Brasil a capacidade de investir R$ 20 bilhões, R$ 30 bilhões", disse Davi Alcolumbre às teles durante o Painel Telebrasil 2019.

Leilão do 5G inclui quatro faixas e será o maior da história da Anatel

Proposta que chega ao conselho diretor da agência elenca 3.600 MHz de radiofrequências para o leilão previsto para o primeiro trimestre de 2020. “Quanto maior a disponibilidade, menor será o custo de levar essa capacidade”, afirma o presidente da agência, Leonardo de Morais.

Anatel vai permitir que roteadores WiFi tenham potência maior

“Hoje temos uma limitação de 200 miliwatts na faixa de 5150 a 5350 MHz, limitando o uso apenas indoor, sendo que na faixa superior temos possibilidade de uso de até 1 Watt de potência. Plano é deixar esse limite flat”, explica o gerente de espectro da agência, Agostinho Linhares.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G