TELECOM

TV paga: ou muda ou fica pequena no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 30/11/2018 ... Convergência Digital

A TV por assinatura terá de mudar o seu modelo ou vai morrer no Brasil. Em pouco mais de três anos, o serviço já perdeu mais de 3 milhões de assinantes.
De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgados nesta sexta-feira, 30/11, o Brasil registrou 17.701.082 contratos ativos do serviço de TV por Assinatura no mês de outubro de 2018, redução de 418.241 assinaturas (-2,31%) nos últimos 12 meses. Em relação ao mês anterior, a diminuição foi de 102.999 assinaturas (-0,58%). Em 2014, no auge do serviço, havia quase 20 milhões de assinantes.

Os quatro maiores grupos de TV por Assinatura no Brasil detinham 17.193.565 contratos ativos (97,13% do mercado) em outubro de 2018. São eles: a Claro/NET com 8.760.789 assinaturas (49,49%), a Sky, com 5.242.368 (29,62%), a Oi com 1.599.090 (9,03%) e a Vivo com 1.591.318 (8,99%). Dessas, apenas a Oi apresentou crescimento, mais 123.575 contratos (+8,38%) nos últimos 12 meses. A Claro/NET registrou diminuição de 427.283 (-4,65%), a Vivo menos 18.001 contratos (-1,12%) e a Sky menos 8.939 (-0,17%).

Os três estados que apresentaram maior crescimento percentual de TV paga nos últimos 12 meses foram Maranhão, mais 19.024 (+10,91%), Amazonas, mais 16.313 (+5,60%), e Pará, mais 14.575 (+4,73%). Os maiores mercados continuam sendo São Paulo, com 6.563.789 contratos ativos no mês de outubro de 2018 (37,08% do total), Rio de Janeiro, com 2.388.760 (13,49%), e Minas Gerais, com 1.560.824 (8,82%).

Os números da TV por Assinatura estão disponíveis no Portal da Anatel. A Agência informa que a prestadora Brisanet teve o registro de junho de 2018 repetido para o mês de outubro de 2018 por não encaminhar os números do serviço há quatro meses.

*Com dados da Anatel

 


Internet Móvel 3G 4G
Municípios seguram 4 mil pedidos para novas antenas de celular

A instalação dessas estações radio-base movimentaria R$ 2 bilhões. Só em São Paulo são 1,2 mil, mas há dois anos não há qualquer permissão municipal.

Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Bens reversíveis: Posição da Anatel contraria a Lei

Ao impedir a venda de todo e qualquer bem pelas operadoras, a agência gera insegurança ao investido, advertiu o advogado Fabiano Robalinho, do escritório Sérgio Bermudes Advogados.

Guerra fria na Telecom Italia, dona da TIM, ganha novo capítulo 'sangrento'

A francesa Vivendi reclama de quebra dos princípios de governança corporativa da operadora italiana com a não convocação de uma assembleia de acionistas.

Bens reversíveis: Anatel não está apegada a 'rótulos patrimoniais ou funcionais'

Para Ronaldo Neves, assessor da presidência da Anatel, 2018 está sendo um ano interessante para a posição da agência com relação ao tema, classificado como instigante. Segundo ele, a reversibilidade está associada apenas ao bem direcionado para a prestação do serviço concedido.

Metodologia da Anatel obriga teles irem à Justiça contra valores de multas

"Cabe à agência fazer uma reflexão de como está cobrando. As infrações cometidas no 2º semestre têm valor de multa maior do que as mesmas infrações cometidas no 1º semestre", explica o advogado Rodrigo Greco, da Rodrigo Greco Associados.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G