INCLUSÃO DIGITAL

Com exigências do TCU, Telebras vai aos EUA renegociar com Viasat

Luís Osvaldo Grossmann ... 05/12/2018 ... Convergência Digital

Representantes da Telebras estão nesta semana nos Estados Unidos para renegociar com a direção da Viasat as condições do contrato entre as duas empresas para uso do satélite nacional. O objetivo é alcançar maior equilíbrio entre os ganhos de cada parte no acordo.

Assim, o gerente de tecnologia e soluções satelitais Bruno Henriques e Marcelo Baumann, da gerência jurídica, foram enviados pela estatal para “participar da renegociação do contrato associativo de parceria estratégica”, conforme indicado pela Telebras.

Essa tratativa foi uma das exigências do Tribunal de Contas da União ao liberar o acordo, firmado sem licitação e com base na Lei das Estatais (13.303/16), que teve endosso do órgão de controle no entendimento de que as empresas públicas ganham maior flexibilidade negocial com essa legislação.

Ainda assim, o TCU apontou desequilíbrio no contrato entre as duas empresas uma vez que até 2022 os ganhos projetados para a Viasat chegam a R$ 310,8 milhões, enquanto para a Telebras o resultado fica abaixo, em R$ 202,9 milhões no mesmo período.

A Corte de Contas sugere que seja revisto o valor mensal pago pela estatal por antenas VSats instaladas pela parceira americana, dos R$ 160 previstos para algo mais próximo a R$ 107. Também indica um repasse maior `a Telebras das receitas com as vendas privadas pela Viasat, hoje entre 19,5% e 21%. À epoca da decisão, a provedora norte-americana alertou que a mudança na questão financeira poderia inviabilizar o acerto entre as partes.


Carreira
Telefônica vincula 15% do salário variável dos executivos a indicador de confiança dos clientes

Metas de 2019 terão como base o Net Promoter Score, que avalia a probabilidade dos clientes recomendarem os serviços da empresa. Atualmente, 1.650 gestores e especialistas no Brasil são elegíveis ao programa de bônus Executivo Global da Telefônica.

TV Digital: Com parecer pró-TVs, Anatel acena com recursos para banda larga

Disputa pelos R4 3,6 bilhões acontecia entre TVs e Teles. Com saldo, haverá dinheiro para os demais projetos, afirma o presidente do Gired, conselheiro Moisés Moreira.

Infovias compartilhadas são estratégicas para ampliar a banda larga

Governo costura uma agenda de ações para massificar o acesso à conectividade no Brasil, entre elas está a revisão do fomento para as cidades inteligentes, revela o secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes. Política governamental será debatida no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília.

Embratel instala 15 mil novos hotspots gratuitos de Wi-Fi em Pernambuco

Operadora explica que serão 12500 pontos Wi-Fi instalados em órgãos do governo do Estado e aproximadmente 3000 direcionados para praças e locais públicos. Iniciativa faz parte do programa Pernambuco Conectado, que tem investimentos previstos de R$ 180 milhões.

Para Cade, não houve abuso das teles em questionar contrato da Telebras

Estatal acusou Sindisat, Sinditelebrasil e a amazonense Via Direta de ligitância de má-fé nas disputas judiciais pelo uso do satélite nacional. Para órgão antitruste, aões não eram infundadas.

Anatel empurra para abril decisão sobre uso das sobras da TV Digital

Grupo com teles, TVs, governo e agência tem até aqui três propostas distintas de como aplicar os estimados R$ 877 milhões.

Renegociação dobra fatia da Telebras em acordo com Viasat

“Aparentemente a negociação foi conseguida e vamos analisar a proposta em pouquíssimo tempo. Temos toda a pressa para permitir que o satélite seja eficaz”, afirma o ministro do TCU, Benjamin Zymler.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G