Home - Convergência Digital

IBM lidera força-tarefa para capacitar jovens do ensino médio em TICs no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 05/12/2018

A transformação digital são as pessoas e os jovens precisam ser atraídos para as TICs e suas novas tecnologias como Inteligência Artificial, Blockchain e outras. Nesta quarta-feira, 05/12,  a IBM anunciou o lançamento do P-TECH, programa educacional patrocinado pela companhia, no Brasil. A proposta é formar estudantes no ensino médio, técnico e superior tecnológico em cinco anos.

A primeira parceria foi firmada com o Centro Paulo Souza, do Governo de São Paulo e serão duas turmas com 80 alunos: uma na zona leste da capital paulista e outra em Americana, próxima ao centro da IBM, em Hortolândia, no interior do Estado. As aulas começam em fevereiro de 2019. Os alunos vão se inscrever no curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas'. O grande objetivo: levar a tecnologia para o mundo real desses jovens.

"Sou formado em técnico no nível técnico. Aprendi programar desde muito cedo e sinto falta dessa especialização no Brasil. O programa P-Tech quer consolidar o técnico. Um excelente profissional dessa nova jornada digital não precisa ter curso superior. É bom ter? Claro que é. Mas se ele tiver uma formação técnica especializada, esse profissional já pode fazer a diferença. O P-Tech no Brasil tem um olhar forte para o ensino médio. Temos que preencher vagas em novas tecnologias", afirmou o presidente da IBM Brasil, Tonny Martins, em encontro com a imprensa na capital paulista.

O programa está desembarcando na América Latina - além de Brasil, a Colômbia também está contemplada na política- e foi criado em 2011, em Nova York, também para fomentar o ecossistema direcionado à jornada digital. "Vamos bancar e sustentar duas turmas. Mas mais do que isso: estamos chamando nosso ecossistema para também patrocinar esse tipo de ação. A ideia é criar uma força-tarefa para acelerar o conhecimento no Brasil. Quanto mais gente participar, melhor será. A ideia é deixar São Paulo. É ampliar para outras unidades. Nós estamos jogando a semente. Que outros possam aderir", acrescenta o executivo.



Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

07/12/2018
Harvard oferece cursos gratuitos para ciência de dados, ciência da computação e programação

05/12/2018
Para IBM, Brasil precisa avançar muito mais na transformação digital

05/12/2018
IBM lidera força-tarefa para capacitar jovens do ensino médio em TICs no Brasil

04/12/2018
Teles e TI têm parecer favorável para R$ 1 bilhão ao Sistema S das TICs

28/11/2018
Profissionais multiskills ficam raros e caros no Rio de Janeiro

26/11/2018
Empresas canadenses abrem vagas para profissionais de TI

23/11/2018
Saiba as reclamações mais comuns dos talentos de TI

13/11/2018
Plataforma Power 9 da IBM é voltada para IA e cloud computing

13/11/2018
Para geração Z brasileira, tecnologia vai tornar ambiente de trabalho mais justo

12/11/2018
Sistema de ensino falha na formação de profissionais de TI

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

América Latina é um celeiro de talentos para o Open Source

"Temos recursos surpreendentemente bons", diz Paulo Bonucci, General Manager da Red Hat na América Latina. Sobre a compra pela IBM, o executivo diz que a Red Hat se uniu com quem tem o DNA para atender o mercado corporativo.

Brasil despenca 12 posições em ranking mundial de proficiência em inglês

País passou ocupar a 53ª posição - estava em 41º - em ranking com 88 países, e que avalia o nível de proficiência no idioma de aproximadamente 1,3 milhão de pessoas. Desempenho da América Latina piorou.

STF derruba TST e reafirma terceirização irrestrita

Plenário da Corte entendeu que é lícita a terceirização tanto para a atividade-meio como para a atividade-fim, mesmo nas operadoras de telecomunicações.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site