TELECOM

Governo atrasa novo PGMU e obriga a Oi a indenizar fundos

Luís Osvaldo Grossmann ... 19/12/2018 ... Convergência Digital

A Oi informou ao mercado nesta quarta, 19/12, ter chegado a termo com a maioria dos investidores “backstoppers”, que são os fundos que compraram dívidas da empresa para transformar em ações, de forma a ajustar cláusulas negociadas há um ano, quando formou-se a maioria que aprovou o plano de recuperação judicial.

Os ajustes foram necessários diante da não concretização de algumas expectativa as colocadas então para o aumento de capital de R$ 4 bilhões. “A Companhia e a Maioria dos Investidores Backstoppers aditaram o Contrato de Compromisso de garantia da Rights Offer de R$ 4 bilhões da Companhia para estender certos eventos de término e a renúncia de determinadas condições precedentes pendentes ali previstas, incluindo o requerimento de publicação do Plano Geral de Metas de Universalização (“PGMU”) atualizado”, informou a Oi.

No caso específico das metas de universalização, até aqui não publicadas pelo governo federal, “o Aditamento estabelece que, caso o PGMU Atualizado não seja publicado (1) em ou antes de 31 de março de 2019, a Companhia pagará uma taxa equivalente a US$ 25 milhões aos Investidores Backstoppers, e (2) em ou antes de 30 de junho de 2019, a Companhia pagará uma taxa adicional equivalente a US$ 20 milhões aos Investidores Backstoppers”.

Disse ainda a companhia que “algumas outras condições para as obrigações dos Investidores Backstoppers, sobretudo condições que, pelos seus termos, devem ser satisfeitas quando do fechamento dos Compromissos, não foram objeto de renúncia e continuam válidas”.

Além disso, a Oi “pagará ao Depositário de ADS a taxa de emissão de ADS relativa aos Novos ADSs Ordinários. Como resultado, o montante incluído no Valor de Depósito de Novos ADSs Ordinários para cobrir a taxa de emissão de ADS será reembolsado no mesmo momento em que a Companhia reembolsar os demais valores excedentes aplicáveis”.


Internet Móvel 3G 4G
Agro 4.0 passa por recursos vindos da aprovação do PLC 79/16

Ministro Marcos Pontes diz que os aportes devem ficar entre R$ 20 e R$ 40 bilhões e boa parte dele virá da atualização do marco regulatório de Telecom, à espera de aprovação no Congresso Nacional. O governo lançou a Câmara do Agro 4.0 como parte do Plano Nacional de Internet das Coisas.

Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Silêncio positivo para antenas passa na MP da Liberdade Econômica, mas não como o mercado esperava

Serão os órgãos públicos- os responsáveis pela burocracia excessiva e que restringem a liberação da implantação - os responsáveis por determinar um prazo máximo de resposta. MP da Liberdade Econômica também mexeu em pontos da Lei trabalhista.

Unifique compra provedor Internet em Santa Catarina

Aquisição faz parte da estratégia da Telecom catarinense de ampliar sua área de expansão e conquistar 1 milhão de residências até 2025. Unifique, hoje, atende a 116 municípios do Estado de Santa Catarina.

Anatel tem quatro vagas para comitê de defesa dos usuários

São três vagas para representantes de usuários ou entidades de defesa do consumidor, além de uma para representante de entidades de classe de prestadoras de serviços de telecomunicações.

Huawei confirma investimento de R$ 3,2 bilhões até 2022 em São Paulo

Em comunicado, a fabricante chinesa diz que o aporte de US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões) acontecerá a partir de 2020 e engloba diversas iniciativas desde o suporte para a capacitação profissional de jovens em TICs até a manufatura de celulares 5G.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G