GESTÃO

E-mail perde vez para as OTTs no consumo da Internet no Brasil

Ana Paula Lobo* ... 20/12/2018 ... Convergência Digital

O e-mail já teve a sua morte decretada por analistas. Na prática, ele não morreu, mas perdeu o posto de serviço mais usado na Internet brasileira. A PNAD Contínua TIC 2017, do IBGE, revelou que o percentual dos que entraram na rede para “enviar e receber e-mail“ foi o único a recuar, de 2016 (69,3%) para 2017 (66,1%).

Em contrapartida, “Enviar ou receber mensagens de texto, voz ou imagens por aplicativos diferentes de e-mail” foi indicado por 95,5% dos usuários como a finalidade de acesso à esta rede. Em 2016, esse percentual era de 94,2%. A finalidade “conversar por chamada de voz ou vídeo” foi a que apresentou o maior aumento de 2016 (73,3%) para 2017 (83,8%).

O percentual das pessoas que usaram a Internet para “assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes” passou de 76,4% para 81,8% nesse período. A parcela da população que utilizou a conexão discada já era insignificante em 2016 (0,9%) e tornou-se ainda menor em 2017 (0,6%). Já o percentual da banda larga fixa subiu de 81,0% (2016) para 82,9% (2017) e continuou acima da banda larga móvel, que cresceu de 76,9% para 78,3% nesse período.

O percentual que utilizou os dois tipos de banda larga subiu de forma mais acentuada, de 2016 (58,3%) para 2017 (61,4%). Os motivos mais apontados pelas 54,8 milhões de pessoas de 10 anos ou mais que não utilizaram a Internet nos três últimos meses foram: não saber usar a Internet (38,5%), não ter interesse em acessar (36,7%) e achar que serviço de acesso à Internet era caro (13,7%).

O percentual de pessoas sem interesse em acessar a Internet tinha diferença acentuada entre a área urbana (39,7%) e rural (29,3%). O serviço de acesso à Internet não estava disponível nos locais que costumavam frequentar foi o motivo indicado por 12,9% das pessoas que não utilizaram esta rede na área rural, enquanto na área urbana foi de 1,7%.

O percentual de domicílios que utilizavam a Internet subiu de 69,3% para 74,9%, de 2016 para 2017, representando uma alta de 5,6 pontos percentuais. Nesse período, a proporção de domicílios com telefone fixo caiu de 33,6% para 31,5%, enquanto a presença do celular aumentou, passando de 92,6% para 93,2% dos domicílios. Essas são algumas informações da PNAD Contínua TIC 2017, pesquisa domiciliar do IBGE que investiga o acesso à Internet e à televisão, além da posse de telefone celular para uso pessoal.

*Com informações do IBGE


Britânia adere à inteligência artificial na gestão e nos produtos

"A nossa ideia é ter pessoas qualificadas pensando em produtos melhores e não em funções repetitivas", diz a gerente de Marketing, E-commerce e parcerias da indústria, Samanta Puglia. A executiva admitiu que essa guinada já trouxe dores, entre elas, a mudança do quadro de pessoal.

Paraná adota Inteligência Artificial em serviços ao cidadão

Os serviços desenvolvidos pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar)são as ferramentas eleitas pelo Governo do Estado para ampliar a digitalização dos serviços, revela André Telles, assessor especial de Gestão Inteligente e Inovação.

Chatbots geram 1 bilhão de mensagens por mês. São Paulo concentra o mercado

O volume de mensagens por meio de chatbots cresceu 25%, enquanto o número de empresas no setor teve elevação de 24%. Facebook Messenger lidera, mas WhatsApp avança como canal preferido.

Plataforma consumidor.gov.br atinge a marca de 2 milhões de registros

No ano passado, o índice médio de solução de conflito foi de 81%.  Projeto completa cinco anos e envolve a Secretarian Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e o Tribunal de Justiça de São Paulo.




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G