Home - Convergência Digital

Latência alta é o calcanhar de aquiles do 4G no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo* - 16/01/2019

Um estudo feito pela consultoria OpenSginal sobre a qualidade do 4G ofertada no Brasil mostra que a latência é o calcanhar de aquiles do serviço no País. O relatório mostra que a Claro foi a operadora com o melhor resultado: 68 milissegundos. A TIM ficou com 68,8 ms. A Vivo com 78,9 ms. E a Oi com 79 ms. A OpenSignal adverte que o País precisa melhor muito nesse quesito: " muitas operadoras já conseguem latência abaixo de 30ms no 4G. A média brasileira está muito alta".

De acordo ainda com o levantamento, a TIM  foi a operadora móvel com maior disponibilidade de sinal, com seus assinantes ficando 78,6% nas redes 4G, mas a Claro ficou à frente em três outros itens analisados: experiência de vídeo, experiência de download e de upload. O levantamento afirma que Vivo e Oi apresentam falhas nesses quesitos, com falhas de acesso para conteúdos que demandam resoluções mais altas.

O estudo também ressalta que o uso do 700 MHz para o 4G trouxe uma melhor qualidade de serviço para os assinantes, uma vez que a faixa propaga melhor o sinal e amplia a cobertura. Não por acaso, o desempenho da Oi é pior, uma vez que a tele não tem o uso do 700 MHz. O relatório adverte que  a qualidade de acesso a vídeos no celular é apenas satisfatória entre as quatro teles, com a Claro tendo um desempenhoo pouco melhor que as rivais. A operadora do grupo América Móvil também ficou à frente no quesito tráfego de dados, com velocidades de download e upload superior às de Vivo, TIM e Oi.

No ranking das cidades - com a participação de 13 capitais e o Distrito Federal - Belo Horizonte segue sendo a cidade onde há a maior disponibilidade do 4G, com a Claro com a rede mais rápida, 12,6 Mpbs. O Rio de Janeiro segue com a mais baixa disponibilidade, entre as principais capitais. Na análise do 4G no Brasil, a OpenSignal diz que o uso da faixa de 700 Mhz projeta um 'futuro brilhante para a banda larga móvel no país', mas observa que esse futuro poderia já ser uma realidade, o que significa que a expansão está acontecendo em um ritmo mais lento do que o esperado. As medições da Open Signal foram feitas entre 1º de setembro e 29 de novembro, com informações tiradas de aplicativos da OpenSignal instalados em 395 mil aparelhos. Ao todo, a consultoria compilou e analisou mais de 7 bilhões de dados obtidos no período sobre as redes móveis. Clique aqui e acesse a íntegra do estudo.



Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/06/2019
Em cinco meses, 4G ganha mais 10 milhões de chips

04/06/2019
Oi se esquiva sobre 5G, mas acelera refarming por 4G e 4,5G

31/05/2019
Brasil ativou 8 milhões de chips 4G de janeiro a abril

20/05/2019
No Brasil, 60% dos celulares já são 4G

17/05/2019
4G:Claro supera rivais em experiência de navegação. TIM tem menor latência

30/04/2019
País ativa 2 milhões de chips 4G por mês

23/04/2019
Decreto com metas de 4G não pode ser cumprido em um terço das cidades

23/04/2019
TIM e Claro lideram perda de assinantes. Pós-pago chega a 44,67% do mercado

16/04/2019
Claro tem menor latência no 4G. TIM a maior cobertura

08/04/2019
Pós-pago supera 100 milhões de acessos com impulso do 4G

Destaques
Destaques

Varejo x bancos: carteira digital vira superaplicativo

Superados os obstáculos iniciais, mercado não financeiro acelera estratégia para ficar com preferência dos consumidores.

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site