GOVERNO

Vanderlan Cardoso, de Goiás, será o novo presidente da CCT no Senado

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/02/2019 ... Convergência Digital

Os líderes partidários acertaram nesta terça-feira, 12/2, a partilha das comissões temáticas no Congresso Nacional. No Senado, a comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicações e Informática ficou com o Progressistas (PP). E a indicação será para o senador Vanderlan Cardoso, de Goiás.

Cardoso é senador em primeiro mandato, mas já foi duas vezes prefeito de Senador Canedo e tentou duas vezes o governo de Goiás. Ele é empresário, fundador do grupo Cicopal, que fabrica salgadinhos. Pelo acerto político, ele será eleito por aclamação na reunião desta quarta, 13/2.

Na divisão, o maior partido, MDB, ficou a CCJ, Educação e Orçamento. O PSD vai presidir duas, Assuntos Econômicos e Relações Exteriores, assim como o PSDB, que ficou com as comissões de Desenvolvimento Regional e Fiscalização e Controle.

Os demais partidos presidem uma única comissão cada: PT com Direitos Humanos, Rede com Meio Ambiente, PSL com Agricultura, DEM com Infraestrutura, Podemos com Assuntos Sociais. PRB e PSC vão se revezar na comissão Senado do Futuro.

Uma das missões iniciais do senador à frente da CCT no Senado será o encaminhamento para a votação do PLC 79/2016, que altera o marco regulatório das Telecomunicações. O projeto de lei que altera a Lei Geral das Telecomunicações (Lei 9.472, de 1997) recebeu emendas no Plenário no final do ano passado e voltou ao exame da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). O destino da Lei de Informática também será discutido por essa nova CCT.


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Resolução abre estudos para privatização de Serpro e Dataprev

Quase um mês depois da decisão anunciada, Conselho do Programa de Parceria de Investimentos determina a análise, que deve ficar com o BNDES, “de alternativas de desestatização ou parceria com a iniciativa privada”.

Entidades de TI se mobilizam contra aumento de imposto para serviços

Proposta da Reforma Tributária, em discussão no governo, poderá causar um incremento de 11 pontos percentuais na tributação dos serviços, reclamam a Fenainfo e a Feninfra.

Congresso debate impacto das TICs no futuro do Brasil

Câmara e Senado vão promover um fórum para discutir temas como inteligência artificial, propriedades de dados pessoas, cidades inteligentes e internet das coisas. "Os dados pessoais serão o ativo mais importante de um País", afirmou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Privatização da Telebras e perda da soberania antagoniza deputados e Governo

Enquanto representantes do governo Bolsonaro afirmam que 'é cedo' para discutir o impacto real da possível venda da estatal, parlamentares da CCTI da Câmara, entre eles, o deputado Luis Miranda, do DEM/DF, criticam a decisão por interferir em dados sensíveis ao Estado.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G