Home - Convergência Digital

TIM quer leilão 5G o quanto antes e rede legada única para o 2G

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 20/02/2019

A TIM quer que o leilão do 5G aconteça o mais rápido possível para suprir o que chamou o presidente da operadora, Sami Foguel, de uma 'lacuna de concorrência mais saudável por serviços e não por preço". A posição da tele diverge das rivais, que não se mostram tão atraídas pelo leilão da frequência antes do final de 2020.

"O ideal é que o lelião aconteça em no máximo um ano, para termos mais um ano para a implementação da rede e dos serviços", observou Foguel, que nesta quarta-feira, 20/02, participou da teleconferência de resultados do quarto trimestre de 2018 da TIM Brasil, com analistas e jornalistas. A reclamação sobre o nível de concorrência foi mais forte com relação ao pré-pago. O presidente da TIM classificou a disputa 'como muito agressiva e à beira de uma guerra de preço, não endossada pela operadora". No pós-pago - onde o 5G se insere - a disputa foi classificada como muito mais 'saudável'.

O vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM Brasil, Mario Girasole, reforçou que o Brasil precisa ter uma abordagem racional sobre o 5G. Segundo ele, é claro que não se pode perder a ocasião - ou seja o momento da chegada a nova infraestrutura - mas também é um risco não manter a racionalidade para permitir que se crie um modelo que incentive ao setor e a produtividade do Brasil.

Com relação ao uso das frequências, o CTIO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville, descartou a ideia de as redes 2G e 3G terem um desligamento a curto prazo. Segundo eles, são tecnologias cada vez mais periféricas, mas não está claro quando elas serão desligadas. A TIM, inclusive, sugere uma rede legada única - com acordos de compartilhamento com as demais teles - para reduzir as ineficiências e custos desnecessários.

Já o refarming da faixa de 2,1GHz, do 3G, começou e se mostra bastante interessante, especialmente, em alguns Estados como Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. "Estamos tentando trabalhar na faixa também em São Paulo. O refarming permite capturar mais tráfego em 4G e, hoje, 76% do tráfego do 4G são dados, mas também teremos muita chamada de voz, com o VoLTE, que já conta com 12 milhões de assinantes", completou Capdeville.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/05/2020
Anatel: Parabólicas comprometem porta de entrada do 5G no Brasil

21/05/2020
Anatel confirma que filtros não resolvem interferência do 5G nas parabólicas

19/05/2020
TIM permite o uso do auxílio emergencial para pagamento de faturas e recarga

14/05/2020
Ericsson: Compartilhamento de espectro permite 5G às teles antes do leilão

12/05/2020
Pioneira no 5G, Coreia do Sul projeta redes standalone até o fim de 2020

11/05/2020
Ericsson: Covid-19 aumentou a demanda por 5G

08/05/2020
Anatel já sinaliza que Covid-19 vai adiar leilão do 5G para 2021

08/05/2020
Interferência nas parabólicas pode reduzir espectro para 5G

06/05/2020
TIM negocia mais de 20 parcerias para expandir rede de fibra ótica

06/05/2020
TIM e Vivo já acessam dados sobre a Oi Móvel

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site