TELECOM

Huawei: fornecedor não define política nem regra de uso da solução

Ana Paula Lobo* ... 25/02/2019 ... Convergência Digital

Não cabe à Huawei definir ou aplicar políticas ou legislações. Aos fornecedores, afirmou o vice-presidente da área de setor govenamental e utilities públicas da Huawei Enterprise, Edwin Diender, ao responder sobre as questões de segurança que envolvem os produtos da fabricante chinesa.

Para jornalistas brasileiros, no Mobile World Congress, que acontece esta semana, em Barcelona, na Espanha, Diender foi taxativo ao responder que a Huawei não usa backdoor(espionagem) em seus produtos. "Não, não usamos backdoor. Nossa preocupação de segurança é semelhante a de qualquer provedor de tecnologia. Nós fazemos a solução, testamos e a entregamos para quem compra, que define a configuração", sustentou.

Já sobre dados pessoais e privacidade, Edwin Diender, disse ao Convergência Digital, que a preocupação é obrigatória e o momento é o de se adaptar às novas regras. Diender admitiu que novos modelos de negócios estão surgindo por conta de serviços como o de reconhecimento facial, mas a implantação da tecnologia depende das regras estabelecidas pelas políticas públicas governamentais. "A plataforma é a mesma para todos os países, a solução existe, mas temos de adequar às regras de uso dos países", completa Diender. Assistam ao vídeo com Edwin Diender sobre privacidade de dados.

* Ana Paula Lobo viajou a Barcelona a convite da Huawei Brasil


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Oi se posiciona como prestadora de serviços de TI

Tele estruturou serviços como segurança cibernética, big data e gestão integrada. "Entender as dores e as necessidades do cliente é uma obrigação", afirma Rodrigo Shimizu, diretor de Marketing do Corporativo da Oi.

Embratel: transformação digital exige experimentar e errar

O cliente é e centro da jornada digital que a operadora faz há sete anos, conta o CEO, José Formoso.

"Estamos comprometidos com o futuro do Brasil", diz CEO da Telefónica

Em reunião geral dos acionistas, realizada em Madrid, o presidente do conselho e CEO da Telefónica José María Álvarez-Pallete, afirmou que o Brasil é um dos países que mais vai crescer no mundo com a revolução digital.

Novo projeto de lei prevê cobertura celular obrigatória de 60% das estradas

PL 1721/19 prevê inclusão da medida nas futuras licitações da Anatel. Texto precisa passar pelas comissões de ciência e tecnologia, finanças e tributação e de constituição e justiça. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G