Home - Convergência Digital

Inteligência emocional faz a diferença na escolha do profissional de TIC

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 01/04/2019

O jovem que quer trabalhar com TICs precisa, sim, ter a formação que o curso técnico e a graduação oferecem, mas é essencial que esses jovens desenvolvam a competência comportamental, sustenta a gerente de Recursos Humanos da Huawei Brasil, Amália Silva. Segundo ela, saber trabalhar em equipe é obrigatório.

"O conhecimento técnico permite entrar numa empresa, mas lidar com a inteligência emocional mantém o emprego, em especial, aqueles que estão no mundo da Tecnologia ", adverte a executiva, que participou no dia 29 de março, da apresentação dos seis finalistas brasileiros da Huawei ICT Competition. Esses alunos vão para a semifinal no México e, se passarem, vão para a final da disputa, em maio, na China.

Amália Silva admite que cabe às empresas buscarem as universidades. "Nós temos de dizer para as universidades o que queremos do profissional que está sendo lapidado. Temos de fazer muito mais para criar esse vínculo com as universidades", observa. Assistam a entrevista com a gerente de Recursos Humanos da Huawei Brasil, Amália Silva.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

18/04/2019
Ciência na Escola terá R$ 100 milhões para formar uma nova geração de cientistas no Brasil

15/04/2019
Sem profissionais qualificados, Brasil pode esquecer a transformação digital

15/04/2019
AWS: IoT exige edge computing e 5G vai revolucionar a oferta de cloud

15/04/2019
TOTVS: Brasil precisa de um ambiente de negócios com carga tributária compatível

12/04/2019
Infovias compartilhadas são estratégicas para ampliar a banda larga

12/04/2019
O profissional do futuro de TI é alguém que ninguém conhece

11/04/2019
Mudanças no eSocial reforçam liderança da Receita Federal

09/04/2019
TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

05/04/2019
Votorantim Cimentos leva iniciativa de IoT do Brasil para o mundo

05/04/2019
UIT sai em defesa da Huawei e diz que entidade decide padrão 5G em outubro

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

STF anula decisão do TST e reforça valor legal da terceirização

Decisão aconteceu em uma ação de uma atendente contratada pela Contax, prestadora de serviços de call center, para atuar como terceirizada na Telemar Norte Leste.

Mais de 60% dos brasileiros estão infelizes, mas têm medo de mudar de emprego

Estudo da Brands2Life, com o LinkedIn, traz um dado assustador: 80% dos brasileiros não se candidata para a vaga de trabalho que gostaria. Cerca de um terço dos profissionais deixa de se candidatar a uma nova vaga por falta de confiança na sua própria capacidade.

Serviços de TI e de Telecom podem ser 100% terceirizados no Governo Federal

Também foi incluída na lista divulgada pelo governo Federal o serviço de teleatendimento. Decisão está publicada na portaria 443/2018.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site