Home - Convergência Digital

Usuários esticam uso dos smartphones e mercado recua 0,5% puxado pelos top de linha

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 09/04/2019

Os embarques globais de aparelhos celulares devem cair 0,5% em 2019, para cerca de 1,8 bilhão de unidades, segundo projeções da consultoria Gartner. Esse movimento, indica, é fruto do bom desempenho de smartphones high end, que empurram a disposição dos usuários em trocar por modelos mais novos. Segundo a consultoria, até 2023, a vida média desses aparelhos top vai passar de 2,6 para 2,8 anos.

“Os usuários chegaram a um limiar em novas tecnologias e aplicações. A não ser que novos modelos apresentem significativas novidades em utilidade, eficiência ou experiência, eles não querem ou não precisam de um upgrade”, aponta a diretora de pesquisas da Gartner, Roberta Cozza.

O resultado, completa a consultoria, é que o mercado de aparelhos celulares top de linha deve continuar a declinar ao longo deste ano de 2019, especialmente nos mercados mais saturados e maduros. Mas há perspectivas de recuperação em 2020.

Para o ano que vem, a previsão é de volta de crescimento, com alta de 1,2% nos embarques. O recado, no entanto, permanece: fornecedores precisam entender que os consumidores estão aumentando a vida útil dos celulares – que vai a 2,8 anos em média, como mencionado.

Nesse movimento, os recém-lançados aparelhos dobráveis ainda serão um mercado de nicho pelos próximos cinco anos. As projeções da consultoria é de que em 2023 esse tipo de aparelho represente 5% do mercado total, com 30 milhões de unidades. “O preço ainda é uma barreira”, aponta a Gartner, considerando valores por volta dos US$ 2 mil.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

22/05/2020
TST adota aplicativos de mensagens para conciliar patrões e empregados

18/05/2020
MPF quer que STF autorize acesso a dados de celular sem ordem judicial

14/05/2020
LGPD faz falta para cuidar da privacidade no uso de dados na Covid-19

13/05/2020
TJSP revê decisão e autoriza monitoramento de celular para controle da Covid-19

11/05/2020
Dispara número de estados e municípios que usam dados celulares na Covid-19

08/05/2020
STF suspende Lei de SC que proíbe SVA nos planos de telecom

04/05/2020
STF derruba lei de São Paulo sobre instalação de antenas de celular

29/04/2020
Quatro estados já usam e 10 estão na fila para medir isolamento com celulares

17/04/2020
Cliente da TIM consegue liminar contra monitoramento em São Paulo

16/04/2020
Confederação Nacional do Turismo vai ao STF contra rastreamento de pessoas pelo celular

Destaques
Destaques

Leilão 5G: TIM e Claro defendem adiamento. Vivo adverte para momento incerto

TIM e Claro se posicionam claramente contra a realização do leilão ainda em 2020. A Vivo se mostra mais cautelosa, mas admite que está tudo muito nebuloso por conta da economia e da pandemia de Covid-19. Todas asseguram que o momento ainda é de muito investimento no 4G e no 4,5G.

Operadoras pedem que edital do 5G traga compromissos na nova tecnologia

Mas Anatel lembra que reduzir preço das frequências para exigir investimentos que o mercado já faria naturalmente não faz sentido na licitação. 

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Para além da guerra da saúde pública, não adiem o leilão do 5G

Por Juarez Quadros do Nascimento*

O setor de telecomunicações tem suportado a sobrecarga derivada da pandemia de Covid-19. Mas, reforcem essas redes com tecnologia mais avançada para prover serviços de baixa latência. Dessa forma, não se postergue o leilão das redes ditas de quinta geração (5G) e atenção à segurança cibernética.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site