Home - Convergência Digital

TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

Convergência Digital - Carreira
Luís Osvaldo Grossmann - 09/04/2019

O Brasil tem plenas condições de dar saltos de produtividade com a transformação digital, mas isso exige a modernização legislativa que impactem a competitividade e a qualificação profissional em tecnologias de informação e comunicações. E como destaca o presidente da Confederação Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação, Edgar Serrano, há ações fundamentais que não implicam em novos custos ao Estado.

“Os principais desafios e demandas da Contic são desatar nós para garantir internet para todos, e a segurança jurídica para que as empresas possam fazer isso. E garantir que exista mão de obra suficiente. Modernizar a legislação não vai custar um centavo. E o que já é descontado da folha de pagamento pode ser efetivamente usado para o setor”, defendeu Serrano, que nesta terça, 9/4, participou de painel promovido em Brasília pelo portal Telesíntese.

“Na questão de formação de mão de obra, temos hoje uma arrecadação gigantesca do nosso setor, mas do qual não é gasto um centavo para formação. A solução é a aprovação do PLC 79/16 e do PL 10.762/18. Uma vez que o dinheiro que as empresas arrecadam e não retorna, pode permitir o treinamento de 1 milhão de pessoas a cada quatro anos, pessoas que não teriam condições de ingressar no mercado digital”, afirmou o presidente da Contic.

O PLC 79/16 atualiza a Lei Geral de Telecomunicações (9.472/97) e é visto pelo setor como a reforma que permitirá converter para banda larga os recursos que hoje vão para a telefonia fixa. Ele já foi aprovado na Câmara e aguarda parecer da CCT do Senado para encaminhamento de votação em Plenário. O PL 10.762/18 estabelece o Serviço Social e o Serviço de Aprendizagem de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), dando à Contic a gestão de estimados R$ 1 bilhão por ano para qualificação profissional.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

13/06/2019
Senai faz acordo com AWS para ensinar tecnologia a 2,5 milhões de alunos

10/06/2019
Plataforma gratuita CODE-IoT da Samsung qualifica mais de 50 mil pessoas no Brasil

16/05/2019
Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

10/05/2019
Startup de Curitiba cria plataforma gratuita com mais de 77 cursos diferentes

06/05/2019
Quem são os novos CIOs, CDOs e CTOs na TI brasileira?

02/05/2019
São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul lideram a busca por profissionais de TI

18/04/2019
Ciência na Escola terá R$ 100 milhões para formar cientistas

12/04/2019
O profissional do futuro de TI é alguém que ninguém conhece

09/04/2019
TICs podem formar 1 milhão a cada quatro anos com recursos já existentes

01/04/2019
Inteligência emocional faz a diferença na escolha do profissional de TIC

Veja mais artigos
Veja mais artigos

O futuro do trabalho colocado à prova

Por Luiz Camargo*

Novas profissões exigem também novas habilidades para acompanhar a revolução digital. Os novos empregos certamente irão demandar habilidades analíticas, matemáticas e digitais, com um toque de neurociência.

Destaques
Destaques

Falta de mão de obra qualificada espanta investidores no Brasil

Mais de 50% dos jovens brasileiros podem ficar fora do mercado de trabalho por falta de qualificação e de habilidades digitais. A advertência foi feita por especialistas que debateram sobre educação e capacitação digital no Painel Telebrasil 2019.

Assespro é contra a regulamentação da profissão de TICs

Entidade das empresas de TI se posiciona contrária ao PLS 317/17. que passa a exigir diploma de profissões como Analista de Sistemas, desenvolvedor, engenheiro de sistemas, analistas de redes, administrador de banco de ados, suporte e profissões correlatas.

Mais de meio milhão de brasileiros trabalham com TICs

Raio-X do mercado de trabalho nos últimos 10 anos, feito pela Softex, mostra que o salário médio de R$ 6 mil.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site